Plantio de fumo é acelerado no RS

O trabalho de transplante das mudas de tabaco no Vale do Rio Pardo se acentuou na última semana com os dias de sol e calor. A chuva registrada no início do mês umedeceu o solo, contribuindo para o trabalho nas lavouras. O gerente de pesquisa e estatística da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Paulo Vicente Ogliari, afirma que o plantio terminou em aproximadamente 90% das áreas na parte baixa da região. Nos municípios serranos, o índice alterna entre 20% e 25%. ‘Nas partes mais altas e no Sul do Estado, os produtores geralmente plantam mais tarde por receio da geada.’

A expectativa da Afubra é de que o plantio do tabaco siga, pelo menos, até a metade de outubro nos três estados do Sul do país, onde o percentual de plantio na safra 2013/2014 chega a 39%. A região mais adiantada no processo é o litoral de Santa Catarina, onde alguns fumicultores já iniciaram a colheita das folhas baixeiras. Ogliari afirma que, historicamente, o mês de setembro é o mais indicado para o transplante no Estado.

Pesquisa encomendada pelo Sinditabaco à PricewaterhouseCoopers (PwC) junto às empresas do setor na região Sul mostra que o país tem chances de superar o recorde de exportação de tabaco em folha em 2013. Em 2012, o Brasil exportou 638 mil t e faturou 3,26 bilhões de dólares.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *