Plano Safra vai dar sobrevida a venda de máquinas, diz Geller

Geller, ao cenltro, divulga Plano Safra segunda-feira.

Geller, ao cenltro, divulga Plano Safra segunda-feira.

Foto: José Rocher/Gazeta do Povo

Autor: José Rocher

O ministro da Agricultura, Neri Geller, confirmou o lançamento do Plano Agrícola e Pecuária (PAP) para a próxima segunda-feira (19) e adiantou que o governo vai resgatar o Moderfrota como forma de estender os juros reduzidos do (Programa de Sustentação do Investimento) PSI para aquisição de máquinas agrícolas. Ele fez a declaração no lançamento da Agrobrasília, feira do Distrito Federal que discute a produção de grãos no Cerrado e segue até sábado.

“O prazo do PSI termina em dezembro. Mas vamos reativar o Moderfrota no Plano Safra que sai segunda-feira. Continuaremos a ter juros baixos para aquisição de máquinas agrícolas”, afirmou o ministro. A indústria de máquinas agrícolas prevê queda nas vendas e na produção neste ano, após atingir recordes em 2013, quando foram produzidas 100 mil unidades e vendidas perto de 83 mil.

Os juros do PSI foram elevados de 3,5% para 4,5% ao ano, mas ainda são considerados um estímulo para investimentos.

O ministro reforçou que haverá reajuste no orçamento do crédito rural, mas não quis falar sobre valores. “Não posso falar.” Seus assessores disseram que o lançamento do PAP terá a presença da presidente Dilma Roussef.

Tanto a agricultura familiar quanto a comercial esperam reajuste no orçamento do PAP. O setor teve incremento de 17% na disponibilidade de recursos para custeio e investimento um ano atrás e agora pede ao menos 10% de aumento. Existe possibilidade de agricultura comercial alcançar R$ 150 bilhões pela primeira vez. A Pronaf, principal programa direcionado à agricultura familiar, tende a repassar perto de R$ 25 bilhões.

Cerca de 80 mil pessoas participam da Agrobrasília nesta semana, em área da cooperativa Coopa-DF. Os organizadores preveem movimentação de até R$ 700 milhões.

Fonte: Gazeta do Povo

Postado em 14 de maio de 2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *