PLANO SAFRA – Cerimônia marca lançamento do Plano Safra 2020/21

Serão destinados R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional, um aumento de R$ 13,5 bilhões em relação ao plano anterior

Cerimonia marca lançamento do Plano Safra 2020/21

Cerimônia de Lançamento do Plano Safra 2020/2021-Foto: Isac Nóbrega/PR

Nesta quarta-feira (17), o presidente da Republica, Jair Bolsonaro, e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, participaram da cerimônia de lançamento do Plano Safra 2020/21.

Em seu discurso, presidente lembrou a importância e a força do campo. “Todos os países têm como objetivo a segurança alimentar. A cidade pode parar, mas, se um dia o campo parar, todos sucumbirão. Nessa pandemia o campo não parou, o pânico não conseguiu chegar nessa região e o alimento chegou às nossas mesas”, ressaltou .

Tereza Cristina anunciou que neste ano o Plano Safra contará com R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional, um aumento de R$ 13,5 bilhões em relação ao plano anterior. Os financiamentos podem ser contratados de 1º de julho de 2020 a 30 de junho de 2021.

“Todos os anos nos reunimos para esse lançamento. Nesse momento desafiador se torna ainda mais importante garantirmos as nossas colheitas. Em meio a tantas adversidades temos que agradecer em conseguir manter em quantidade e qualidade as ofertas de alimentos”, afirmou.

Ela também lembrou que, graças ao trabalho do agro e das áreas de transporte e logística, o Brasil manteve o abastecimento em todo o País e honrou os compromissos com seus parceiros comerciais.

Tereza Cristina destacou ainda a expectativa para a safra 2019/2020. “O esforço do governo Jair Bolsonaro para viabilizar esse Plano Safra é um reconhecimento às conquistas e ao potencial do setor que está pronto para contribuir para a retomada econômica. Destacamos as boas previsões para este ano:  um aumento da área plantada e a colheita de safra recorde de grãos, estimada em 250,5 milhões de toneladas (3,5% superior à safra anterior). É importante frisar ainda que a contratação de crédito rural na safra passada foi a maior já verificada, somando R$ 207 bilhões”, ressaltou.

Fonte : Planalto

Compartilhe!