PLANO SAFRA 2019/2020 – Governo vai dobrar valor para seguro e equalizar juros de crédito à Selic

Em reunião da bancada ruralista, também foram apresentadas medidas para oferecer recursos a produtores endividados, entre elas um fundo de aval cruzado

planta crescendo a partir de moedasFoto: Pixabay

O governo federal está preparando um conjunto de ações para disponibilizar crédito aos produtores rurais. As novidades foram divulgadas nesta terça-feira, dia 9, após reunião da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que contou com a presença da ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

A expectativa é que no Plano Safra 2019/2020 sejam disponibilizados R$ 1 bilhão para subvenção ao prêmio do seguro rural — mais do que o dobro do atual orçamento para o setor. “Dos 80 milhões de hectares da safra brasileira de grãos, menos de 7% estão protegidos”, afirma o deputado federal Zé Silva (SD-MG).

Também como parte do programa, o governo deve disponibilizar até R$ 13 bilhões em equalização de juros, montante que assegura taxas próximas a Selic (taxa básica de juros da economia), algo em torno de 6,5%.

  • Os parlamentares também prometem uma medida provisória, nos próximos dias, para a criação de um Fundo de Aval Solidário (FAS). A ideia é regulamentar grupos de produtores rurais endividados, em que um seria avalista do outro. O processo teria participação também da indústria e do governo.

    “Teremos um instrumento em grande medida para produtores fora do processo, mas que têm grande capacidade produtiva; eles podem voltar ao sistema de financiamento normal”, conta o presidente da FPA, deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS).

    Também para agricultores e pecuaristas endividados, o Banco do Brasil e o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) preparam linhas de financiamento com prazo de pagamento de 12 anos.

    Por André Anelli, de Brasília

    Fonte : Canal Rural

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *