Plano para estimular a agroecologia

A presidente Dilma Rousseff lança hoje, em Brasília, o Plano Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica (Planapo), que terá como principal missão articular políticas e ações de incentivo ao cultivo de alimentos orgânicos no país. O Planapo, que terá a participação de dez ministérios, com o MDA na batuta, contará com investimento inicial de R$ 8,8 bilhões, divididos em três anos. Desse total, R$ 7 bilhões serão disponibilizados via crédito agrícola por meio do Pronaf e do Plano Agrícola e Pecuário. O restante, R$ 1,8 bilhão, será destinado para ações específicas, como qualificação e promoção de Assistência Técnica e Extensão Rural, bem como na ampliação do acesso a mercados institucionais, como o PAA. O público prioritário será o da agricultura familiar, assentados da reforma agrária, povos e comunidades tradicionais, como quilombolas e ribeirinhos. O plano está estruturado em quatro eixos: produção, uso e conservação de recursos naturais; conhecimento e comercialização; e consumo. A partir deles, as ações articuladas no plano formam um conjunto de 125 iniciativas.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *