Pesquisadores de Mato Grosso levam informações do pós-plantio aos produtores de soja da região

Fonte: Ruralbr

Objetivo da Fundação MT é esclarecer dúvidas sobre pragas, clima, doenças e tecnologia de aplicação

Pesquisadores da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária de Mato Grosso (Fundação MT) irão a campo a partir desta segunda, dia 21, para levar informações aos produtores rurais. O objetivo é ajudá-los a cuidar da soja na fase de pós-plantio. Na pauta estão palestras e debates sobre pragas, clima, doenças e tecnologia de aplicação.

– Escolhemos temas importantes para a classe produtora. Nossa proposta é falar das principais preocupações de quem já plantou sua soja. Pretendemos sanar grandes dúvidas dos produtores rurais e de sua equipe – explica o gestor de Marketing e Relacionamento da Fundação MT, Fabiano Siqueri.

Ao todo, 15 cidades de Mato Grosso e um município de Goiás receberão a equipe de pesquisadores que farão a edição 2011 do Fundação MT em Campo: É Hora de Cuidar.  Para atender as necessidades da classe produtora no momento certo, o evento acontecerá em duas cidades no mesmo dia, um pela manhã e outro de noite.

– A difusão de tecnologia, ou seja, os resultados das pesquisas desenvolvidas pela Fundação MT e outros importantes Centros de Pesquisas é feita em tempo real. O produtor não pode esperar, a lavoura não pode esperar, por isso corremos contra o tempo e levamos informações muito recentes – afirma Siqueri.

Participam da comitiva diversos pesquisadores renomados. Entre eles, o fitopatologista e consultor da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja), José Tadashi Yorinori, que vai falar sobre o controle de doenças na cultura da soja e a pesquisadora da Fundação MT, Lúcia Vivan, que irá abordar os desafios no controle das pragas.

O pesquisador da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Ulisses Antuniassi, vai apresentar as novidades em tecnologia de aplicação. Além disso, o representante da Somar Meteorologia, Marco Antônio dos Santos, mostrará aos participantes do evento as tendências climáticas para o final de 2011 e início de 2012.

APROSOJA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *