Pepe Vargas toma posse no Ministério do Desenvolvimento Agrário nesta quarta

Deputado petista substitui Afonso Florence, demitido na última sexta

Juan Barbosa

Foto: Juan Barbosa / Agencia RBS

Nome do petista foi anunciado na última sexta

O novo ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, indicado na última sexta para substituir Afonso Florence no comando da pasta, toma posse nesta quarta, às 11h30min, em cerimônia no Palácio do Planalto.
Natural de Nova Petrópolis (RS), o médico Gilberto José Spier Vargas, conhecido como Pepe Vargas, está em seu segundo mandato na Câmara dos Deputados. Já foi vereador (1989-1992), deputado estadual (1995-1996) e duas vezes prefeito de Caxias do Sul (eleito em 1996 e reeleito em 2000).
Filiado ao PT desde 1981, Pepe Vargas iniciou a vida política no movimento estudantil, ao coordenar o núcleo de universitários do partido em Caxias do Sul. Atuou também nos sindicatos dos Trabalhadores da Indústria têxtil e dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e dos Petroquímicos do Rio Grande do Sul.
Atualmente, preside a Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa no Congresso Nacional e é membro da Comissão de Finanças e Tributação. Pepe Vargas apresentou projetos nas áreas de saúde, educação, agricultura familiar e previdência.
A troca de ministros foi anunciada na noite de sexta. Em nota, a presidente Dilma Rousseff agradeceu a participação de Florence no governo e desejou boa sorte ao novo ministro. O motivo da mudança no comando do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) não foi divulgado. Deputado federal pela Bahia, Florence deve voltar à Câmara, onde tem mandato até 2014, ou entrar na disputa municipal de outubro.
Florence é o décimo segundo ministro a deixar o governo Dilma. Sete foram afastados ou pediram demissão após denúncias de corrupção: Antonio Palocci, da Casa Civil, Alfredo Nascimento, dos Transportes, Wagner Rossi, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Novais, do Turismo, Orlando Silva, do Esporte, Carlos Lupi, do Trabalho, e Mario Negromonte, das Cidades.
Também deixaram a equipe ministerial o ex-titular da Defesa Nelson Jobim, que saiu após criticar publicamente o governo, o ex-ministro da Educação Fernando Haddad e a a ex-titular da Secretaria de Políticas para as Mulheres Iriny Lopes, que saíram para disputar as eleições municipais e o ex-ministro da Pesca e Aquicultura Luiz Sérgio, que reassumiu o mandato de deputado federal pelo Rio de Janeiro.

Fonte: Ruralbr | AGÊNCIA BRASIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.