Patinho feio

O agronegócio foi praticamente ignorado pelo plano Brasil Maior do governo Dilma. Com exceção da proposta de uma política cambial favorável às exportações, o setor que tem sustentado a balança comercial com sucessivos superávits recebeu pouca atenção. Foi tratado como o patinho feio da economia.
Os avicultores, por exemplo, queriam a desoneração da folha de pagamentos, que pesa para o segmento. Não levaram. A indústria de máquinas agrícolas levou a desoneração e não tem do que se queixar. Menor carga tributária e dólar fortalecido ajudam o agronegócio.
Mas faltaram propostas para a modernização da infraestrutura do país (como estradas, portos, armazéns), que torna mais caro internacionalmente o produto nacional.

Fonte:  Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *