- Ricardo Alfonsin Advogados - https://alfonsin.com.br -

Pastagem é a dificuldade da pecuária de corte

O pasto mais seco devido ao calor e à falta de chuva também deixa em alerta os criadores de gado no Estado. Simone Bianchini, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Devon (ABCD), avisa que, em situações adversas de tempo e clima, a orientação é eleger prioridades e remanejar algumas atividades na propriedade.

Como a seca reduz a disponibilidade e a qualidade de forragem, a recomendação de Simone é dar maior atenção às categorias mais exigentes, como os animais em crescimento.

"As novilhas e as vacas de primeira cria, chamadas primíparas, sofrem com a alimentação insuficiente.

As mães perdem a condição corporal, e isso tem reflexo no terneiro que elas amamentam e na taxa de repetição de cria.

Consequentemente, teremos uma redução na quantidade de quilos dos terneiros desmamados", diz a presidente da entidade.

Uma alternativa indicada por Lucas Hax, médico-veterinário e diretor técnico da ABCD, é a utilização de suplementos proteicos para animais em crescimento e a utilização de desmame precoce nas chamadas primíparas (fêmea que teve seu primeiro parto ou vai parir pela primeira vez), o que auxilia na manutenção das categorias jovens e contribuem para o resultado da prenhez. A pouca disponibilidade de água também pode afetar a saúde do rebanho.

Presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekansky, a estiagem inesperada também pode ser amenizada com irrigação, mas essas são medidas que exigem maior tempo de planejamento. O planejamento também é a recomendação para a segurança alimentar, com a formação de um estoque forrageiro (feno ou silagem) e suplementação animal. Outra ação destacada por Dzyekansky é o investimento em espécies forrageiras de maior qualidade e durabilidade.

"Precisamos planejar o negócio para garantir alimentação constante do gado, pois temos que entregar, de forma linear, de janeiro a dezembro, novilhos Angus para abate nos frigoríficos parceiros do Programa Carne Angus", afirma.

Fonte: Jornal do Comércio

Compartilhe!