Pasmem: em 40 anos, produção de leite cresceu 456% no Brasil


Li na revista Balde Branco deste mês, editada pelo jornalista Nelson Rentero, um artigo do professor Paulo do Carmo Martins, da Esalq, que também é pesquisador da Embrapa Gado de Leite, que me deixou impressionado. Faço questão de passar o conteúdo aos meus leitores.

Martins informa que em 40 anos, de 1973 a 2013, a produção brasileira de leite deu um salto espetacular, de 7,3 bilhões de litros para mais de 33,3 bilhões de litros/ano, ou seja, o crescimento foi de 456,2%. Nesse mesmo período, o incremento populacional foi de 206,5%. “Portanto, a disponibilidade per capita de leite dobrou no Brasil em 40 anos ou em apenas duas gerações”,  ressalta o professor.

Segundo Martins, o motor da transformação tecnológica do leite e da agricultura neste 40 anos são as Universidades, as estruturas estaduais de pesquisa e a Embrapa.

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária faz a diferença. Isso eu testemunhei andando por mais de 500 fazendas de leite deste país imenso. O pecuarista que aceitou as inovações levadas pelos técnicos da Embrapa – e de outros órgãos – modificou genética, manejo, alimentação do gado, e prosperou. Ganha dinheiro, estuda seus filhos.

Assim, repito ter ficado bastante surpreso – e satisfeito – com a robusta evolução no volume de leite captado no Brasil em quatro décadas – quase 500%. Isso explica a razão, diz o professor, que permite ao país abastecer sua população de leite e derivados. Concordo plenamente.

Fonte: Globo Rural

Compartilhe!