Países integrantes da OMS fecham acordo para combater comércio ilegal de tabaco

Texto fortalece monitoramento da cadeia produtiva e criação de sistema global para rastrear derivados do fumo

Afubra

Foto: Afubra / Divulgação

Segundo grupo, mercado irregular contribui para aumento de fumantes no mundo

Depois de quatro anos de negociação, a maioria dos países integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS) chegou a um acordo sobre as normas comuns para combater o tráfico ilegal de produtos derivados do tabaco. O texto estabelece monitoramento da cadeia de produção e a criação de um sistema global para rastrear cigarros e outros produtos do fumo, conforme comunicado da entidade.

O acordo prevê também normas para troca de informações e assistência jurídica entre os países. Dos 147 países-membros da OMC, pelos menos 135 concordam com as diretrizes acertadas.

De acordo com a organização, o comércio ilegal contribui para o aumento no número de fumantes ao redor do mundo, pois facilita o acesso ao tabaco e enfraquece os programas antitabagistas. O texto será submetido à votação na conferência da OMS marcada para novembro, em Seul, na Coreia do Sul.

Fonte: Ruralbr | AGÊNCIA BRASIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.