PARQUE ASSIS BRASIL

Contrato com Simers não inclui dique

Faltando menos de dois meses para a Expointer, o governo do Estado parece estar ainda distante de uma solução definitiva para contenção das águas da chuva que, na última edição da feira, fez transbordar o arroio Esteio, deixando submersa parte do Parque de Exposições Assis Brasil. Ontem foi assinado termo de permissão de uso de área de 150 mil metros quadrados do parque. O contrato, celebrado pela Seapa e Simers, não prevê o adiantamento de recurso que seria destinado ao início da obra do dique, conforme havia sido anunciado em 2013. ‘Vamos procurar uma outra maneira de fazer isso, que hoje ainda não temos’, disse o secretário estadual de Agricultura, Claudio Fioreze.

Pelo documento, as empresas de máquinas e implementos agrícolas terão permissão de uso por 25 anos, podendo ser prorrogado por igual período. Pelo uso da área, o valor arrecadado na próxima Expointer pelo aluguel do estande será de R$ 45 o metro quadrado, sendo que 15% deste valor ficará com o Simers para investimento em melhorias e o restante será destinado ao Estado. ‘Poderemos fazer um planejamento a longo prazo’, comemorou o presidente do Simers, Claudio Bier. Segundo ele, a vantagem é que agora, com a permissão, as empresas poderão fazer estruturas permanentes. Considerando a área utilizada na feira de 2013, que foi de 52 mil metros quadrados, serão arrecadados R$ 2,34 milhões, dos quais R$ 350 mil ficarão com o sindicato.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe!