Para Dilma, a agricultura é só moeda de troca


O ex-presidente Lula tinha mais respeito pela agricultura do que sua sucessora, Dilma Rouseff. Durante os dois mandatos de Lula, passaram pelo Ministério da Agricultura gente não só afinada com o setor rural, como também tecnicamente preparada – Roberto Rodrigues, Luis Carlos Guedes Pinto e Reinhold Stephanes.

Já na curta gestão de Dilma, dois neófitos já ocuparam o cargo (Wagner Rossi e Mendes Ribeiro) e um terceiro deve ser anunciado nas próximas horas: o deputado federal Antônio Andrade (PMDB-MG). Ou seja, para a presidente, a agricultura não passa de uma moeda de troca.

Sorte é que o agronegócio brasileiro é dinâmico e funciona bem sem o Estado. Ou apesar dele.

Fonte: Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *