Papel da educação no futuro da produção é tema do MS Agro 2015

Evento será promovido no dia 27 de novembro, em Campo Grande.
Lançamento e apresentação da programação foi feita nesta terça (10).

Maurício Saito, presidente da Famasul destacou importância da educação para o agronegócio (Foto: Anderson Viegas/Do G1 MS)

Maurício Saito, presidente da Famasul destacou importância da educação para o agronegócio (Foto: Anderson Viegas/Do G1 MS)

O papel da educação no futuro da produção agropecuária de Mato Grosso do Sul e do Brasil é o tema do seminário MS Agro, que será promovido pela Federação de Agricultura e Pecuária do estado (Famasul) em parceria com a Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja/MS). O evento será realizado no dia 27 de novembro, das 8h30 às 12h (de MS).

saiba mais

Na programação do evento estão previstas três palestras. A primeira, como o tema “Como a educação Transforma a Economia e a Política de Uma Sociedade”, será ministrada pelo doutor em Filosofia pela USP, Luiz Felipe Pondé. Na sequência, André Perfeito, escolhido como economista-chefe do ano pela Ordem dos Economistas do Brasil 2015, abordará as “Perspectivas para a Economia Brasileira em 2016”.

A terceira palestra será com o cientista político, mestre e doutor em economia, Carlos Melo, que discutirá “A Crise Política e a Consequência para a Economia Brasileira”. Depois das palestras será promovido um talk show, com os três palestrantes que será mediado pela jornalista Salette Lemos, que por duas vezes ganhou o Prêmio Esso de Jornalismo, e já atuou como repórter, analista econômica, âncora, editora-chefe e entrevistadora. Atualmente é palestrante e documentarista na BBC.

No lançamento do evento nesta terça-feira (10), o presidente da Famasul, Maurício Saito, destacou que a educação foi escolhida como tema deste ano em razão de sua importância para o agronegócio do estado. “Mato Grosso do Sul é uma referência nacional em produção, mas para atender as demandas de um setor que cada vez mais implementa o uso de novas tecnologias, precisa de mão de obra qualificada, de capacitação constante”, ressaltou.

Secretário estadual de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas, participou do lançamento do MS Agro (Foto: Anderson Viegas/Do G1 MS)

Secretário estadual de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas, participou do lançamento do MS Agro (Foto: Anderson Viegas/Do G1 MS)

O secretário estadual de Produção e Agricultura Familiar, Fernando Lamas, complementou Saito, destacando que a agropecuária tem um desafio proposto, o de produzir cada vez mais e em áreas menores, e que a rentabilidade dos empreendimentos rurais está ficando menor. “Para aprimorar a produção o caminho é a educação. O conhecimento incorporado ao processo produtivo, a gestão da propriedade, gera mais produtividade”, comentou.

Anderson ViegasDo G1 MS

Fonte : Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *