Outro passo para o IPO da JBS Foods

A oferta inicial de ações da JBS Foods, divisão que inclui a JBS Aves e a Seara, poderá movimentar R$ 3 bilhões, confirmaram duas fontes a par do assunto. Se tudo correr conforme o previsto pela JBS, que preferiu não se manifestar, o objetivo é arquivar o pedido de oferta até o fim da semana que vem.

Para conduzir a operação, a JBS contratou um consórcio de bancos que inclui Itaú BBA (coordenador líder), Bradesco BBI, BTG Pactual, Banco do Brasil, J.P. Morgan, Santander, Bank of America Merrill Lynch, Morgan Stanley e HSBC, segundo outro interlocutor. Algumas dessas instituições são credoras da companhia.

Se o pedido for arquivado nos próximos dias, há tempo hábil para lançar as ações da JBS Foods no fim de junho. Mas isso não significa que a empresa tenha pressa. A ideia da companhia, apurou o Valor, é estar preparada para quando as condições de mercado forem mais favoráveis, o que pode levar a operação a sair mais perto do fim do ano.

A JBS Foods reúne as operações de frango, peru, suínos, margarina e massas da JBS. A Seara, adquirida da Marfrig em 2013, faz parte desse grupo de ativos. A JBS assumiu R$ 5,85 bilhões em dívidas para ficar com Seara Brasil e Zenda. Desde então, vem procurando melhorar seu perfil financeiro. Se a oferta for confirmada, a JBS Foods será a primeira companhia brasileira a estrear na bolsa em 2014.

© 2000 – 2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3546436/outro-passo-para-o-ipo-da-jbs-foods#ixzz31h0xDKEs

Fonte: Valor | Por Talita Moreira e Vinícius Pinheiro | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *