Oito cidades decretam emergência no Estado

Oito municípios do Rio Grande do Sul enviaram documentações à Defesa Civil declarando situação de emergência devido à estiagem.

Segundo o órgão, as condições climáticas afetam diversas culturas.

Conforme a Defesa Civil Estadual, as cidades de Chuvisca, Maquiné, Camaquã, Cerro Grande do Sul, Venâncio Aires, Pantano Grande, Boqueirão do Leão e Sinimbu inseriram informações no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID).

Em nota, a Defesa Civil explicou que o registro de situação de emergência "deve ser relacionado à falta de água para consumo humano e os prejuízos na cultura agrícola de pequenos agricultores, o que interfere na subsistência das famílias". O município tem 20 dias após a decretação para concluir o processo, o qual possibilita a homologação pelo Estado e o reconhecimento pela União.

Nesta terça-feira, representantes da Defesa Civil, do Departamento de Recursos Hídricos da Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) e da Sala de Situação e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) participaram de uma reunião técnica para discutir o impacto da estiagem no Estado. De acordo com a nota, "o clima seco e quente do verão gaúcho está dentro da média prevista para o período".

O baixo volume de chuva deve seguir até o final de fevereiro.

"No momento, não há indicativo em relação ao desabastecimento de água no Rio Grande do Sul, bem como risco de prejuízo à geração de energia elétrica", informou a Defesa Civil. Ainda assim, alertou para a economia de água, pela possibilidade de alteração do quadro ao longo do período.

Ontem, o governador Eduardo Leite se reuniu com o chefe da Defesa Civil, coronel Júlio César Rocha Lopes, para pedir que o Estado agilize a homologação dos decretos de emergência dos municípios atingidos pela estiagem. Leite também convocou para sexta-feira, às 16h, uma reunião com vários órgãos do governo para avaliar a questão da seca e projetar ações.

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *