O verde reaparece no meio do sertão

Um ano depois da chegada das águas da transposição do rio São Francisco ao sertão da Paraíba, pequenas plantações começam a se destacar no meio da vegetação do Semiárido, castigado por sete anos de estiagem. As águas vieram acompanhadas da valorização fundiária provocada pelo interesse crescente de empresas pelas terras ribeirinhas.

A partir do Recife, o Valor cruzou a divisa entre Pernambuco e Paraíba até Monteiro, Camalaú e Caraúbas, três dos 32 municípios que já recebem água do "Velho Chico". Nessas cidades, o rio Paraíba, que dependia só das chuvas, voltou à vida em março do ano passado, com a conclusão do Eixo Leste. O governo prevê que a obra esteja totalmente concluída ainda neste ano, com a entrega do Eixo Norte. Iniciada em 2007, no governo Lula, a transposição custou até agora R$ 9,6 bilhões.

Silvia Costanti / Valor

Roberto Souza produz palma e milho na zona rural de Camalaú, na Paraíba: "Antes, a gente dependia só da chuva para plantar"

Por Marina Falcão | De Monteiro, Camalaú e Caraúbas (Paraíba)

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *