O que dizem as empresas

A LBR (Bom Gosto) informou que a transportadora era prestadora de serviços não exclusiva. Em nota, a empresa assegurou que o leite não foi utilizado na fabricação de nenhum produto e que iniciou imediatamente o processo de descredenciamento e rescisão de contrato com a transportadora.

A Laticínios Mallmann, que recebia da transportadora 9 mil litros de leite a cada dois dias, afirmou que notificou o caso ao MP. ‘De imediato, o intermediário foi descredenciado, seguindo orientação do Mapa’, informou o diretor Marcelo Mallmann.

Procurado, Airton Jacó Reidel, responsável pela Transportes Reidel & Dias Ltda, não foi localizado pela reportagem.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *