O ano “dois dígitos”

A maior cooperativa da América Latina, de Campo Mourão (PR), projeta crescer 17% em 2015, com faturamento de R$ 10 bilhões

Depois de cinco tentativas de criar uma cooperativa em Campo Mourão, em 1970 nasceu a
Coamo, hoje a maior da América Latina,  primeira  colocada  no segmento Indústria de Soja e Óleos do ranking Melhores do Agronegócio 2015, como no ano passado. E agora
também o prêmio Campeã das Campeãs de 2015. “Quando começamos, eram 79 agricultores, todos da região de Campo Mourão. Hoje, são no total 27.700 cooperados no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul”, diz José Aroldo Gallassini, presidente da então Cooperativa Agropecuária Mourãoense. No ano passado, foram 7 milhões de toneladas de grãos e fibras recebidas dos produtores.

coamo-jose-aroldo-gallassini-melhores (Foto: Sérgio Ranelli) 

"Para enfrentar as crises, a estratégia é estar sempre muito capitalizado", diz José Arolfo Gallassini, presidente da companhia (Foto: Sérgio Ranelli)

Primeiro, começaram plantando trigo. Depois, compraram tratores, passaram a oferecer assistência técnica, admitiram agrônomos, foram atrás de sementes de soja no Rio Grande do Sul, além de investirem em armazenagem e unidades de processamento. Hoje, são duas indústrias de esmagamento de soja, que juntas têm capacidade de processar 5.000 toneladas ao dia.

Com um pé fincado no sul do país, firma-se no Centro-Oeste. “Estamos terminando o estudo de viabilidade econômica de uma indústria de esmagamento de soja em Mato Grosso do Sul, com capacidade de 3.000 toneladas ao dia”, diz Gallassini. A Coamo terminou recentemente as obras de um moinho de trigo com capacidade para 500 tonela-
das ao dia. Possui uma indústria de torrefação e moagem de café. Fabrica óleo bruto, óleo refinado e margarunas de diveros tipos. Exporta e beneficia fibra de algodão.

A reportagem completa você lê na edição do Anuário do Agronegócio 2015. Nas bancas a partir do dia 23 de outubro.

POR LUIZ ANTONIO CINTRA

Fonte : Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *