Novo Refis do IPTU incluirá as dívidas recentes com o imposto

Medida foi inserida no projeto do Programa de Pagamento Incentivado, que será enviado hoje à Câmara

Programa vai incentivar renegociação de débitos
(Foto: Gerson Oliveira/Correio do Estado/Arquivo)

Programa vai incentivar renegociação de débitos

 

O campo-grandense que não conseguiu pagar em dia o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do exercício de 2014 poderá, a partir de setembro, renegociar o débito com descontos previstos na segunda etapa do Programa de Pagamento Incentivado, o chamado PPI Imobiliário. A medida foi incluída no projeto a ser enviado hoje para a Câmara Municipal, podendo ser aprovado ainda nesta semana, segundo informou o secretário Municipal de Planejamento, Finanças e Controle (Seplanfic), André Scaff. A dívida dos contribuintes relativa ao IPTU, acumulada até dezembro de 2013, soma R$ 674,2 milhões.

Ontem, Scaff se reuniu com sua equipe para terminar de definir os critérios do PPI Imobiliário, uma vez que a prefeitura decidiu incluir os débitos deste ano. “Como é um fato novo [a inclusão das dívidas do IPTU de 2014], ainda não temos os critérios. Estamos discutindo e, até amanhã [hoje], já temos isso incluído no projeto que vamos encaminhar para a Câmara”, afirmou Scaff.

Segundo ele, a inclusão dos débitos dos contribuintes em dívida com o IPTU deste ano é uma forma de “atrair o contribuinte para regularizar seus débitos em um momento que a situação da economia não está boa”. “É melhor para todos: para o contribuinte e para a prefeitura”, considerou.

A reportagem, de Osvaldo Júnior, está na edição desta terça-feira (19) do jornal Correio do Estado

Fonte: Correio do Estado