Nova legislação ambiental deve aumentar em 15% os preços dos caminhões

Fonte:  Ruralbr

Tecnologia que diminui em 60% as emissões de óxidos de nitrogênio deve começar a vigorar em janeiro de 2012

João Henrique Bosco | São Paulo (SP)

Atualizada às 21h30

As vendas de caminhões apresentam uma alta de 15% de janeiro a outubro deste ano. Segundo levantamento, no período foram comercializados mais de 143 mil caminhões. Especialistas afirmam que a tendência até o fim de 2011 é continuar crescendo. Muitas empresas estão antecipando as compras já que, a partir de janeiro do ano que vem, uma nova legislação ambiental deve aumentar em 15% os preços dos caminhões.
A economia cresceu e a renovação da frota é uma medida quase inadiável. A opinião é compartilhada por caminhoneiros, representantes de associações e parte do governo federal. A modernização virá acompanhada da legislação ambiental que modifica combustíveis, caminhões e também a estrutura dos postos.
A chamada tecnologia Euro 5 determina a utilização de uma solução de uréia no sistema de escape do veículo, que diminui em 60% as emissões de óxidos de nitrogênio. O superintendente da Associação Nacional do Transporte de Carga e Logística (NTC), Neuto Gonçalves dos Reis, está preocupado com a mudança.
– Os caminhões, por exemplo, vão custar 13% a mais, o próprio diesel que é mais puro e com baixo teor de enxofre, chamado s50, também vai custar mais caro. São fatores que aumentam os custos – disse o superintendente da NTC.
O presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens de São Paulo (Sindicam), Norival de Almeida Silva, acredita na renovação da frota brasileira, mas duvida que a nova legislação mude a realidade já em janeiro. De acordo com o representante, mesmo que os caminhões já estejam adaptados no próximo ano, ainda faltam postos que possam atender a nova demanda.
– Eles têm que fazer isto com planejamento aplicativo, porque o planejamento está ainda só no papel, mesmo que seja para vigorar em janeiro de 2012. Para o próprio caminhão, o Euro 5, que vai abastecer com o diesel mais limpo, não existem postos com capacidade de atendimento ao cliente – disse o presidente do Sindicam.

CANAL RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *