NOTÍCIAS – Plano Nacional de Florestas Plantadas é lançado no Mapa

Cultivo

Objetivo é aumentar em 2 milhões de hectares a área de cultivos comerciais

O plano é resultado de ampla consulta pública, disse o secretário Wilson Vaz de Araujo

O plano é resultado de ampla consulta pública, disse o secretário Wilson Vaz de Araujo

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento lançou nesta quarta-feira (05) o Plano Nacional de Desenvolvimento de Florestas Plantadas – PlantarFlorestas, com ações previstas para os próximos dez anos. O objetivo é aumentar em 2 milhões de hectares a área de cultivos comerciais. Atualmente, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área cultivada chega a 10 milhões de hectares, principalmente com eucalipto, pinus e acácias.

As florestas plantadas estão localizadas principalmente em Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul. De acordo com o secretário de Política Agrícola, Wilson Vaz de Araújo, o plano é resultado de ampla consulta ao setor e à sociedade civil. E inclui um diagnóstico ambiental e socioeconômico associado ao manejo e a fase industrial.

O segmento tem grande participação na balança comercial do agronegócio, sendo que no ano passado, as exportações só ficaram atrás do complexo soja, carnes e setor sucroalcooleiro. De acordo com a Indústria Brasileira de Árvores (IBÁ), o país lidera o ranking de produtividade florestal, com média de 35,7 m³/ha/ano, o que representa quase duas vezes mais a produtividade dos países do hemisfério norte. A área com florestas plantadas ocupa apenas 1% da área do país, mas é responsável por 91% de toda a madeira produzida para fins industriais.

“O plano que nós estamos lançando hoje é resultado de um processo que envolveu várias propriedades, profissionais, entidades e órgãos de governo. Esse trabalho foi finalizado no âmbito da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Florestas Plantadas por um grupo técnico criado pela Câmara, coordenado pela Embrapa Floresta que nos facilitou bastante o trabalho”, disse o presidente da Câmara Setorial, Walter Vieira.

Para o coordenador-geral de Florestas e Assuntos de Pecuária, da Secretaria de Política Agrícola, João Salomão, a importância do setor vêm crescendo ano a ano. No acumulado até outubro deste ano, o setor foi o terceiro do Agronegócio em exportações, registrando um valor recorde de US$ 11,61 bilhões (+23,2%) atrás apenas do complexo soja (US$ 36,27 bilhões) e de carnes (US$ 12,12 bilhões), finaliza.

Mais informações à Imprensa:
Coordenação geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br

Fonte : MAPA