NOTÍCIAS – NOVA SEMANA

Veja como fica o tempo nesta segunda e terça-feira

Confira as condições em todas as regiões brasileiras. Vem chuva por aí

poça

Segunda-feira, dia 26


Sul

A maior parte da região segue com tempo firme e sol entre poucas nuvens. Na porção leste dos três estados e na faixa norte do Paraná, não está descartada a chance de pancada de chuva isolada, por conta de áreas de instabilidade. 
O calor volta a ganhar força entre o noroeste gaúcho e o oeste paranaense. Já na faixa leste dos estados da região, a expectativa é de temperaturas mais amenas. 
Na costa, mar agitado e com risco para ressaca até as 15h, de Rio Grande (RS) até Laguna (SC), com ondas que podem chegar a 2,5 metros.
Sudeste 

A frente fria alcança a costa do Espírito Santo e provoca pancadas de intensidade moderada a forte entre o estado e o leste de Minas Gerais. Também pode chover de forma mais intensa no Triângulo Mineiro, por conta de áreas de instabilidade associadas a umidade e calor.

No Rio de Janeiro, o tempo ainda segue bastante nublado, e chove forte em alguns pontos. Atenção nas áreas serranas do estado, que já tiveram deslizamentos no último dia 20: o solo está encharcado e novos episódios de chuva podem causar transtornos na região.

Centro-Oeste

Uma baixa pressão atmosférica se forma no norte de Mato Grosso do Sul, favorecendo a formação de nuvens carregadas e temporais no norte do estado, no sul de Mato Grosso e no sul de Goiás. Além disso, há previsão de chuva persistente entre o norte goiano e o nordeste nordeste mato-grossense. Nessas áreas, o acumulado de chuva previsto é maior.
Nordeste

As instabilidades passam a ganhar força no interior da região, inclusive com expectativa de chuva em áreas do Sertão. A presença da frente fria no litoral sul da Bahia, somada aos efeitos de um fenômeno chamado Alta da Bolívia, que redistribui a umidade e o calor da Amazônia para as demais regiões do Brasil, provoca essas instabilidades.

Norte

Oeste do Amazonas, leste do Pará e Tocantins têm maior condição de instabilidade. Já no restante da região, a chuva ocorre de forma mais isolada e sem previsão de grandes volumes. Como é comum da região, calor e tempo abafado predominam.

Terça-feira, dia 27

Sul

Novas áreas de instabilidade voltam a atuar no oeste dos estados e aumentam a condição para pancadas. A chuva deve ocorrer entre a tarde e a noite, podendo ser acompanhada por trovoadas, mas sem grandes volumes acumulados. 
Na faixa leste, há muitas nuvens e possibilidade de chuva fraca a qualquer hora do dia, desde o litoral norte do Rio Grande do Sul até as praias do Paraná. Nas demais áreas, o tempo fica firme, apenas com variação da nebulosidade. 
As temperaturas ficam mais elevadas que nos dias anteriores. O risco de ressaca diminui, mas o mar continua agitado.
Sudeste

Grande parte da região apresenta tempo instável. Um corredor de umidade e um sistema de baixa pressão na costa do Rio de Janeiro ajudam a manter as nuvens carregadas que provocam chuva a qualquer hora do dia. Os volumes podem ser elevados e há potencial para transtornos, como pontos de alagamento.

No interior de São Paulo, há pouca chance para chover. As temperaturas continuam amenas, justamente por causa da grande quantidade de nuvens.

Centro-Oeste

As instabilidades atuam na região e as pancadas de chuva ocorrem em todos os estados. Em Goiás ainda há previsão para pancadas volumosas, o que aumenta a condição para deslizamentos e transtornos nos grandes centros urbanos. As temperaturas se mantêm amenas, em razão da grande quantidade de nuvens.

Nordeste

Tempo instável e com previsão de chuva em todos os estados. No interior, os acumulados podem ser bem expressivos, principalmente no sul do Maranhão e do Piauí.

Já nas áreas litorâneas a chuva ocorre de maneira isolada, especialmente durante a tarde e com baixos acumulados. As temperaturas são mais elevadas nas áreas litorâneas.

Norte

O tempo segue instável no Tocantins e no sul do Pará, com acumulados bem elevados, passando até mesmo de 50mm. Nas demais áreas também chove, mas com menor intensidade. O dia segue abafado.

Por Canal Rural, com informações da Somar Meteorologia

Redação – Canal Rural

Fonte : Canal Rural

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.