NOTÍCIAS – Destaques do dia: o que foi notícia nesta segunda-feira (7/6)

De segunda a sexta-feira, Globo Rural traz um resumo das principais informações do agronegócio

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

Boa noite! Confira os destaques desta segunda-feira (7/6) no site da Revista Globo Rural.

Queda no preço da carne

carne-bovino-inflação (Foto: Getty Images )

Mulher frente à refrigerador abastecido com cortes de carne em bandejas, escolhendo pedaço a ser comprado. (Foto: Getty Images )

Levantamento realizado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) constatou que, após atingir em abril as cotações máximas nominais da série histórica, os preços da carne bovina recuaram ao longo de maio no mercado atacadista da Grande São Paulo.

Segundo o Cepea, no dia 31 de maio, a carcaça casada bovina foi negociada a R$ 19,80/kg, à vista, acumulando queda de 2,65% frente à média verificada no dia 30 de abril. Foi a primeira queda no acumulado de um mês neste ano. Em janeiro a valorização foi de 5,63%, em fevereiro de 1,1%, em março de 3,77% e em abril de 1,35%.

Grupo técnico contra crise hídrica

agua-irrigação-recursos-hidricos (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

Além de acompanhamento, grupo vai propor e discutir medidas transitórias de prevenção e mitigação dos impactos sobre os usos da água (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

As chuvas escassas na região hidrográfica do Paraná e o risco de desabastecimento motivaram a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) a criar um grupo técnico para monitorar a situação hídrica da bacia e propor medidas de uso da água.

Segundo a Portaria nº 377, publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (7/6), o grupo técnico de assessoramento será formado por representantes da própria agência e de órgãos ambientais de cinco dos sete Estados que integram a região hidrográfica.

Cratera gigante assusta agricultores no México

An aerial view of a sinkhole found in a farmland in Santa Maria Zacatepec, Puebla, Mexico May 30, 2021 is shown in this screen grab obtained from a social media video. Agencia Es Imagen/via REUTERS THIS IMAGE HAS BEEN SUPPLIED BY A THIRD PARTY. MANDATORY  (Foto: AGENCIA ES IMAGEN via REUTERS)

Visão aérea de cratera em zona rural do estado de Puebla, no México (Foto: REUTERS)

Uma cratera enorme e misteriosa vem se abrindo na região agrícola de Santa Maria Zacatepec, no estado de Puebla, no México. Visto pela primeira vez no dia 29 de maio, o buraco tem aumentado vários metros por dia e assustado a população local.

Em entrevista à agência, Heriberto Sanchez, morador da casa atingida, lamenta o ocorrido. “Não temos nada. Não somos daqui. Não temos parentes. Estamos sozinhos". Miguel Barbosa, governador do estado de Puebla, garantiu que os afetados pelo ocorrido serão indenizados.

De acordo com a agência internacional de notícias AFP, conforme a expansão acontece, os moradores têm percebido que a cratera engole terra, forma “ondas” dentro do seu diâmetro e já chegou a atingir a casa da família Sanchez.

Nova ação militar na Amazônia

Vice-presidente Hamilton Mourão durante entrevista coletiva em Brasília em maio de 2021 (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

Vice-presidente Hamilton Mourão durante entrevista coletiva em Brasília em maio de 2021 (Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira (7/6) que já pediu ao ministro da Defesa, Walter Braga Netto, o cálculo para a reedição de uma operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) na Amazônia, em moldes menores, para tentar conter os números de desmatamento na região, que se mantêm em alta.

Perguntado sobre os dados mais recentes, Mourão confirmou que "não está bom" e revelou a conversa com Braga Netto. "Hoje vou conversar com ministro Braga Netto. Antes do feriado pedi para ele fazer um levantamento de uma operação de um custo mais baixo, operando só onde estão havendo maiores problemas", disse Mourão.

Venda de grãos para integrados da BRF

Aplicativo foi desenvolvido em 2020 para comercialização de aves e suínos (Foto: Divulgação)

Aplicativo foi desenvolvido em 2020 para comercialização de aves e suínos (Foto: Divulgação)

Em um cenário de aumento expressivo nos custos de produção, sobretudo com grãos usados na alimentação animal, a BRF, maior frigorífico de aves e suínos do Brasil, decidiu facilitar a vida dos integrados que queiram vender a sua safra de grãos nesta temporada.

A partir deste ano, eles passaram a contar com a possibilidade de negociar a sua safra na mesma plataforma de relacionamento usada pela empresa na aquisição dos animais criados em sistema de integração – quando são fornecidos os animais e a ração, cabendo ao produtor apenas o trabalho de engorda.

Recorde no preço do milho

portos-exportação-milho-paraná- (Foto: Cláudio Neves/Appa)

Navio cargueiro carregado com milho para exportação (Foto: Cláudio Neves/Appa)

O indicador do milho Esalq/BM&FBovespa avançou apenas 0,3% no acumulado de maio, fechando a R$ 100,07/saca de 60 kg no dia 31, mas a média mensal ficou em R$ 100,71/saca e foi 3,7% superior à de abril (R$ 97,15) e 101% maior que a de maio/20 (R$ 50,12). O indicador atingiu recorde real da série histórica iniciada em 2004, em valores deflacionados pelo IGP-DI de março/21.

Os pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) lembram que os preços do milho apresentaram comportamentos distintos no mercado interno ao longo de maio. Na primeira quinzena, as cotações foram sustentadas pela retração de vendedores, que limitaram o volume de novas ofertas diante das preocupações quanto aos impactos da estiagem na produtividade das lavouras.

Importações chinesas de soja

Soja-Exportação (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

Trabalhadores em navio sendo carregado com soja em Santos, no Brasil, para envio à China (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker)

As importações de soja pela China cresceram em maio frente ao mês anterior, mostraram dados de alfândegas nesta segunda-feira (7/6), com mais cargas do Brasil, principal fornecedor, sendo liberadas pela alfândega.

Maior importadora global de soja, a China adquiriu 9,61 milhões de toneladas da oleaginosa em maio, alta de 29% frente às 7,45 milhões de toneladas de abril, quando alguns embarques brasileiros atrasaram, segundo dados da Administração Geral de Alfândegas.

Casas da Agricultura em São Paulo

agricultura-familiar (Foto: MDA/Divulgação)

Casas de Agricultura distribuídas pelo Estado de São Paulo são importantes para assistência técnica de produtores rurais (Foto: MDA/Divulgação)

O novo secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Itamar Borges, interrompeu o processo de fechamento das Casas da Agricultura – que poderiam ser reduzidas de 600 para 150. Segundo ele, a decisão sobre o destino das unidades será discutido com o setor.

"Pedi para interromper este processo, para que possamos, juntos, depois de ouvir todas as entidades, todos os colaboradores das nossas coordenadorias e também todo setor produtivo, receber as sugestões da melhor forma de dar sequência nisso", afirmou durante uma reunião com representantes da Associação Paulista de Extensão Rural (Apaer).

Avanço do açaí de terra firme

agricultura-acai-sp (Foto: Arquivo Pessoal)

Impulsionado por variedade desenvolvida pela Embrapa, açaí ganha espaço além das várzeas (Foto: Arquivo Pessoal)

“Chegou ao Pará, parou. Comeu açaí, ficou!” O ditado paraense valoriza o fruto de palmeira tropical que teria sido descoberto como fonte de alimentação há muitos anos por uma tribo índigena e que, hoje, acrescenta à economia paraense cerca de R$ 3 bilhões por ano.

Produto tradicional do extrativismo na várzea, o açaí (Euterpe oleracea) começa a ganhar um novo status graças ao avanço do plantio em terra firme da variedade BRS Pai d’Égua, lançada em 2019 pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com potencial de produtividade duas vezes maior do que o da variedade extraída nas áreas de várzea.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *