NOTÍCIAS – Destaques do dia: o que foi notícia nesta quinta-feira (24/9)

De segunda a sexta-feira, Globo Rural traz um resumo das principais informações do agronegócio

+Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)Boa noite! Confira os destaques desta quinta-feira (24/9) no site da Globo Rural.

PIB da Agropecuária

banco-central (Foto: Agência Brasil) 

(Foto: Agência Brasil)

A agropecuária brasileira deve terminar 2020 com um crescimento de 1,3% no Produto Interno Bruto (PIB). A projeção foi divulgada, nesta quinta-feira (24/9), no Relatório Trimestral de Inflação (RTI), do Banco Central (BC). O número é um pouco maior que o do relatório anterior, de junho, que projetava alta de 1,2% no PIB do setor.

Exportação de soja em 2021

Soja no Porto de Paranaguá (Foto: Nájia Furlan/Portos do Paraná) 

(Foto: Nájia Furlan/Portos do Paraná)

A exportação brasileira de soja deve alcançar 82 milhões de toneladas em 2021, o que corresponde a aumento de 1,2% em comparação com a estimava para este ano. Já a receita deve subir 13%, para US$ 31,57 bilhões, projetou nesta quinta-feira (24/9) a Datagro.

Covid-19 em frigoríficos

Protesto de trabalhadores de frigoríficos na B3 (Foto: Luiz Biajoni/Divulgação) 

(Foto: Luiz Biajoni/Divulgação)

Um grupo de cerca de 120 trabalhadores de frigoríficos realizou, nesta quinta-feira (24/9) uma manifestação em frente à B3 – Bolsa de Valores de São Paulo – para denunciar o elevado número de casos por Covid-19 entre profissionais do setor. Eles pedem testagem em massa, maior distanciamento e fornecimento de máscaras adequadas.

CPI da Crise Ambiental

Fogo no Pantanal (Foto: José Medeiros/Globo Rural) 

(Foto: José Medeiros/Globo Rural)

Senadores protocolaram pedido para criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Crise Ambiental. O objetivo é investigar o as políticas do governo voltadas ao meio ambiente, além das queimadas na Amazônia e no Pantanal.

Esclarecimentos de Salles

Ricardo Salles,  ministro do Meio Ambiente (Foto: Jorge William / Agência O Globo) 

(Foto: Jorge William / Agência O Globo)

A comissão da Câmara dos Deputados que estuda estratégias para enfrentar as queimadas vai pedir ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que coloque em votação um requerimento para convocar o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para explicar quais ações o governo tem tomado para combater os incêndios no Pantanal.

"Negacionismo"

queimadas-amazonia-floresta-incendios-fogo (Foto: Emiliano Capozoli/Ed.Globo) 

(Foto: Emiliano Capozoli/Ed.Globo)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou, nesta quinta-feira (24/9), uma nota oficial em que vê “negacionismo” das autoridades brasileiras em relação às queimadas na Amazônia e no Pantanal. No comunicado, os bispos da Igreja Católica cobram também fiscalização, investigação e responsabilização de eventuais culpados pelo que chama de "crime socioambiental".

Tereza Cristina

Tereza-Cristina-ministra-agricultura (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil) 

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A extrema seca pela qual passa o Pantanal neste ano faz com que a "tendência" seja a ocorrência de mais incêndios no bioma, afirmou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em live promovida pela revista Época na noite desta quarta. "Não vou dizer que é normal, nem agradável (os incêndios), mas a tendência, com a seca que tivemos, é que houvesse mais incêndios", disse Tereza Cristina.

Carbono de produtores rurais

Malu Nachreiner - CEO da divisão agrícola da Bayer (Foto: Bayer/Divulgação) 

(Foto: Bayer/Divulgação)

A nova líder da unidade brasileira da multinacional global Bayer, Malu Nachreiner revelou que uma das mudanças que a companhia terá em 2021 é a aplicação de um projeto piloto que visa neutralizar as emissões de carbono no em suas atividades no país. Para isso, a empresa pretende comprar carbono de seus clientes produtores rurais.

Declaração de Aptidão ao Pronaf

Agricultor (Foto: Mapa/Divulgação) 

(Foto: Mapa/Divulgação)

O Ministério da Agricultura (Mapa) confirmou uma nova prorrogação dos prazos da Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP). Os documentos com validade de 24 de setembro até 31 de dezembro tiveram uma extensão de seis meses. Os que expiram de primeiro de janeiro a 31 de março de 2021 valerão por mais três meses.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *