NOTÍCIAS – Destaques do dia: o que foi notícia nesta quinta-feira (14/1)

De segunda a sexta-feira, Globo Rural traz um resumo das principais notícias do agronegócio

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

Boa noite! Confira os destaques desta quinta-feira (14/1) no site da revista Globo Rural.

Atraso na produção de máquinas

empresas-case-maquina (Foto: Divulgação/Case)

(Foto: Divulgação/Case)

A alta demanda e os problemas na cadeia de suprimentos dos fornecedores têm impactado neste começo de 2021 o setor de máquinas agrícolas no país, que praticamente só está aceitando novos pedidos para entregas a partir de abril.

Segundo Pedro Estevão Bastos, presidente da Câmara Setorial de Máquinas e Implementos Agrícolas da Abimaq, as linhas de produção das indústrias não estão paradas, mas faltam peças.

Produção agropecuária mais valiosa

colheita-soja-mato-grosso (Foto: José Medeiros/Ed. Globo)

(Foto: José Medeiros/Ed. Globo)

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) fechou 2020 em R$ 871,3 bilhões, alta de 17% ante 2019 e o maior dos últimos 32 anos, segundo o Ministério da Agricultura. Para 2021, as primeiras estimativas indicam crescimento de 10,1% do VBP, o que faria o valor se aproximar da marca de R$ 1 trilhão.

China compra recorde de carnes e soja

Açougue em Pequim, na China; importações de carne do país atingiram recorde em 2020 (Foto: Tingshu Wang/Reuters)

(Foto: Tingshu Wang/Reuters)

O apetite chinês por commodities bateu recorde em 2020, apontam dados de alfandêgas divulgados nesta quinta-feira (14/1). Na comparação com o ano anterior, a compra de carnes cresceu 60,4%, enquanto as importações de soja aumentaram 13%.

Greve dos caminhoneiros

caminhão-paralisação-greve-rodovia-presidente-dutra-RJ (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil) 

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O presidente da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci, afirmou que a greve dos caminhoneiros prevista para o dia 1º de fevereiro vem crescendo em adesões e poderá ser maior do que a realizada em 2018.

Para resolver a questão e não fazer a greve, os caminhoneiros querem uma reunião com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, que recebeu o apoio da categoria nas eleições de 2018.

Agências especializadas em agro

Sede do Banco do Brasil em São Paulo 24/3/2020 (Foto: Amanda Perobelli/Reuters)

(Foto: Amanda Perobelli/Reuters)

Em meio a mudanças em sua estrutura de atendimento, o Banco do Brasil anunciou que vai reforçar o relacionamento com o setor agropecuário. Serão criadas 14 agências especializadas para atender desde agricultores familiares até grandes produtores.

O anúncio foi feito junto com o fechamento de outras unidades e demissões, cuja repercussão tem gerado especulações sobre troca de comando no banco.

Arroba do boi sobe

boi-nelore-katayama (Foto: Nelore Katayama)

(Foto: Nelore Katayama)

Depois de recuarem 5,85% em dezembro, os preços da arroba do boi gordo no mercado paulista iniciaram 2021 em alta. Até quarta-feira (13/1), o indicador do boi gordo Cepea/B3 subiu 7,04%, fechando a R$ 285,95.

Vendas de café

café (Foto: Pixabay)

(Foto: Pixabay)

Produtores de café no Brasil venderam 78% da safra 2020 até o momento, um pouco acima dos 77% registrados no mesmo período do ano passado e levemente à frente da média de cinco anos para o período, de 74%, disse a consultoria Safras & Mercado em relatório nesta quinta-feira.

Pagamento por serviços ambientais

costa-verde-paraty-mata-atlantica-sustentabilidade-preservação-ambiental (Foto: Henrique Ferreira/CCommons)

(Foto: Henrique Ferreira/CCommons)

O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (13/1) o projeto de lei que cria a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais. A proposta, agora convertida em lei, estabelece remuneração e incentivos a donos de terra para manutenção da cobertura vegetal nessas áreas.

Balas de banana com indicação geográfica

bala-banana-antonina-empresarias (Foto: Sebrae) 

(Foto: Sebrae)

Típicas do Paraná, as balas de banana de Antonina recebem selo de Indicação Geográfica. O doce, produzido com frutas locais há quatro décadas, ganhou fama no litoral paranaense e busca projeção nacional após reconhecimento pelo INPI.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *