NOTÍCIAS – Destaques do dia: o que foi notícia nesta quarta-feira (19/5)

De segunda a sexta-feira, Globo Rural traz um resumo das principais informações do agronegócio

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

(Foto: Estúdio de Criação)

Boa noite! Confira os destaques desta quarta-feira (19/5) no site da Revista Globo Rural.

Salles é alvo da PF

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles (Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (19/5) investigação para apurar suspeita de crimes de corrupção e facilitação de contrabando praticados por agentes públicos e empresários do setor madeireiro na exportação de madeira, tendo como um dos alvos o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

A PF informou em nota que cumpre no total 35 mandados de busca e apreensão em São Paulo, Pará e Distrito Federal, e que o Supremo Tribunal Federal (STF) também determinou o afastamento preventivo de 10 autoridades do Ministério do Meio Ambiente e do Ibama.

ONGs criticam ministro

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente  (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

(Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Observatório do Clima, rede formada por 63 ONGs e movimentos sociais, destacou a operação da Polícia Federal desta quarta-feira (19/5) e acusou o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, de operar um "escritório do crime ambiental".

A ofensiva policial apura suspeita de crimes de corrupção e facilitação de contrabando praticados por agentes públicos e empresários do setor madeireiro na exportação de madeira, tendo como um dos alvos o ministro Salles.

Desmatamento na cadeia de suprimento

Amazônia - desmatamento (Foto: Cristiano Martins / Arquivo / Ag. Pará )

(Foto: Cristiano Martins / Arquivo / Ag. Pará )

Um grupo de 11 multinacionais europeias dos setores de alimentos, distribuição e varejo de alimentos, cosméticos, produtos de consumo e produtos de luxo estão pedindo medidas mais duras da União Europeia para combater o desmatamento em suas respectivas cadeias de suprimento.

Em declaração conjunta, Barry Callebaut, Carrefour, Danone, Jerónimo Martins, Kering, L’Occitane, Metro, Nestlé, Reckitt, Sainsbury’s e Tesco disseram que o compromisso com o fim do desmatamento deve começar com a exigência de rastreabilidade de produtos e matérias-primas quando eles entram no mercado comum europeu.

Menos milho

milho-milharal-grao-safrinha (Foto: Marcelo Min / Ed.Globo)

(Foto: Marcelo Min / Ed.Globo)

A consultoria Agroconsult inicia no próximo domingo a etapa do Rally da Safra que irá a campo avaliar as lavouras de milho de segunda safra em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Paraná, onde o alto potencial produtivo do início da temporada foi comprometido pela estiagem.

A atual estimativa de produção de milho de segunda safra da Agroconsult é de colheita 66,2 milhões de toneladas, volume 15% abaixo das 78,3 milhões de toneladas projetadas em março, quando a as lavouras ainda estavam sendo semeadas.

Descarga de fertilizantes

navio-porto-paranagua-farelo-soja (Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná)

(Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná)

Os portos de Paranaguá e Antonina ampliaram em 20% a produtividade média na descarga de fertilizantes, para 42.890 toneladas de adubo diariamente, no primeiro quadrimestre de 2021, informou a empresa Portos do Paraná, em nota. Em igual período de 2020, a média era de 35.481 toneladas/dia.

Segundo o diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, o aumento foi possível porque os operadores do segmento nos dois portos atuam com equipamentos de alto rendimento, mão de obra eficiente e contam com uma frota de caminhões que atende tanto aos armazéns de retaguarda como ao interior.

"Assim otimizamos o frete de retorno, quando o caminhão chega com soja e volta com adubo", afirma o diretor de Operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, em nota.

Reivindicações à ministra

Ministério da Agricultura (Foto: Mapa/Divulgação)

(Foto: Mapa/Divulgação)

Elevar de R$ 415 mil para R$ 550 mil o limite de renda bruta anual para enquadramento dos produtores no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) Custeio e aumentar de R$ 2 milhões para R$ 2,65 milhões a renda para se encaixar no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp).

Essa é uma das dez prioridades apresentadas nesta quarta-feira (19/5) pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) à ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, visando a formulação do novo Plano Safra, que entra em vigor em julho.

Queda no confinamento bovino

Bois em confinamento (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

O confinamento bovino terá queda de 0,79% em 2021 na comparação com o ano passado, para 4,24 milhões de animais, em meio a um aumento de custos com grãos, apontou nesta terça-feira a StoneX, ao divulgar a primeira pesquisa sobre o assunto para o ano.

A redução é limitada por maior intenção de confinar bois em Estados como Mato Grosso e Goiás, onde as matérias-primas são mais abundantes, acrescentou a consultoria, citando ainda que essas regiões têm grandes estruturas para a atividade.

Frango de laboratório

Frango de laboratório produzido pela foodtech Eat Just (Foto: Eat Just/Divulgação)

(Foto: Eat Just/Divulgação)

A foodtech Eat Just, que desenvolve produtos à base de plantas, anunciou que sua carne de frango desenvolvida em laboratório se tornará uma opção permanente no menu de um renomado restaurante em Singapura, na Ásia.

A carne, desenvolvida a partir de células extraídas do animal, estará disponível a partir desta quinta-feira (20/5) no Madame Fan, localizado no hotel JW Marriott Singapore South Beach. Ela figurará no cardápio de forma fixa uma vez por semana, informou a empresa.

Licenças de pesca canceladas

pirarucu-peixe-pesca-amazonas (Foto: Clovis Miranda/FAS)

(Foto: Clovis Miranda/FAS)

O Ministério da Agricultura publicou o cancelamento de 31.903 licenças de pescadores profissionais artesanais após identificadas irregularidades. "As referidas licenças já haviam sido suspensas anteriormente, em razão de meses de análises técnicas dentro do Sistema Informatizado do Registro Geral da Atividade Pesqueira – SisRGP que identificaram altos índices de irregularidades e inconsistências nos cadastros", explicou a pasta em nota.

A lista das licenças canceladas está disponível na Portaria 166, publicada em edição extra do Diário Oficial da União. Os pescadores profissionais artesanais terão prazo de dez dias úteis (a partir da entrada em vigor da portaria) para apresentar recurso administrativo na Superintendência Federal de Agricultura de seu Estado.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *