NOTÍCIAS – Destaques do dia: o que foi notícia nesta quarta-feira (18/11)

De segunda a sexta-feira, Globo Rural traz um resumo das principais informações do agronegócio

Destaques do Dia (Foto: Estúdio de Criação)

Boa noite! Confira os destaques desta quarta-feira (18/11) no site da Globo Rural.

Aviários paralisados

frango-aves-galinha (Foto: Globo Rural)

(Foto: Globo Rural)

O tempo quente seco ao longo do final de 2019 e início de 2020, somado a chuvas abaixo da média e, alguns períodos deste ano e atraso nas chuvas em outros, criou uma situação dramática para os produtores de aves, suínos e leite no oeste de Santa Catarina. Sem água suficiente para oferecer aos animais, alguns produtores do Estado, que é o segundo maior produtores de aves e o maior de suínos do país, chegaram a interromper a produção.

Pecuária no Pantanal

Fogo no Pantanal (Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

(Foto: Mayke Toscano/Secom-MT)

Mato Grosso anunciou que vai oferecer R$ 160 milhões para a recuperação da pecuária no Pantanal após as queimadas que assolaram o bioma neste ano. Os recursos atenderão prioritariamente projetos que visem a recuperação da capacidade produtiva da pecuária definida no Plano Emergencial de Recuperação da Pecuária Pantaneira Pós Incêndios 2020, informou a Secretaria de Agricultura do Estado, em nota.

Floresta+ Carbono

Durante o passeio de balão é possível ver cafezais, florestas nativas e plantações de eucalipto e banana (Foto: Selva Bizarria) 

(Foto: Selva Bizarria)

Visando incentivar o mercado voluntário público e privado dos créditos de carbono de floresta nativa, o Ministério do Meio Ambiente instituiu o Programa Floresta+ Carbono, que assegura que o mercado poderá estabelecer suas próprias regras e parâmetros. O Programa Floresta+ Carbono tem como pilar a valorização e o incentivo da preservação ao meio ambiente.

Café especial

Rio Coffee Show terá estandes virtuais e até competição de melhor café (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

O impacto socioeconômico da pandemia da Covid-19, com perda de renda e maior isolamento social, é um fenômeno global e não foi diferente nos Estados Unidos. Segundo o diretor de operações da Ally Coffee, Ricardo Pereira, os consumidores americanos de cafés especiais têm migrado o seu consumo de torras de maior pontuação para opções mais acessíveis e de maior custo-benefício, situadas entre 83 e 87 pontos.

Exportação de milho

Exportação maior, produção animal e etanol fortalecem cenário para o milho brasileiro (Foto:  ) 

(Foto: Divulgação )

A Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) revisou para cima a previsão de exportação de milho em novembro. Agora, a expectativa é embarcar 5,439 milhões de toneladas ante 4,831 milhões de toneladas projetadas na semana passada.

Mercado de açúcar

cana_usina_acucar (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo) 

(Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)

A Organização Internacional do Açúcar (OIA) revisou novamente para baixo suas projeções para a safra 2020/2021, de outubro a setembro. Pelos novos cálculos da entidade, o déficit global – diferença entre o consumo e a produção mundiais – deve atingir 3,504 milhões de toneladas, ante 724 mil toneladas na previsão de agosto.

ExpoLondrina em 2021

expolondrina (Foto: Divulgação/Sociedade Rural do Paraná)

(Foto: Divulgação/Sociedade Rural do Paraná)

A Sociedade Rural do Paraná (SRP) anunciou a nova data para 60ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina. A ExpoLondrina 2021 será realizada de 6 a 15 de agosto, sendo pela primeira vez na história no segundo semestre. A data, cuja escolha levou em consideração a pandemia de Covid-19, foi definida após consultas a associados, diretores e parceiros do evento que é um dos maiores do país.

Aurora

Aurora (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

A Cooperativa Central Aurora Alimentos divulgou comunicado no qual informa que definiu que o presidente do Conselho de Administração será Neivor Canton, com Marcos Antônio Zordan na vice-presidência, para o mandato no biênio 2020/2022. A decisão foi tomada em Assembleia Geral Extraordinária realizada nesta terça-feira (17/11).

Frigoríficos de MT

Carcaças  suspensas em frigorífico.  China compra cada vez mais carne brasileira (Foto: Getty Images) 

(Foto: Getty Images)

Os frigoríficos de carne bovina do Mato Grosso, principal Estado produtor do país, operaram com pouco mais da metade (54,7%) da capacidade instalada em outubro, segundo levantamento feito pelo Instituto de Economia Agropecuária do Estado (Imea). O percentual é 15,7 pontos percentuais inferior ao observado em igual mês do ano passado, quando a indústria mato-grossense operava com 64,5% da capacidade.

REDAÇÃO GLOBO RURAL

Fonte : GLOBO RURAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *