NORDESTE – Agricultores têm até hoje para pagar dívidas

Fonte:  Gazeta de Alagoas

DIFICULDADE. Líder de movimento diz que maioria não vai zerar débitos

Por: PATRÍCIA BASTOS – REPÓRTER

Arapiraca – Cerca de 30 mil agricultores em dívida com o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) têm somente até hoje para pagar o débito junto ao Banco do Brasil e ao Banco do Nordeste. A partir de amanhã, as instituições bancárias já podem leiloar as propriedades rurais dos endividados.
Conforme o líder do Movimento dos Agricultores Endividados do Nordeste, Francisco de Souza Irmão, o “Chico da Capial” os 30 mil produtores, alguns dos quais contraíram empréstimos bancários ainda no período em que a moeda corrente no Brasil era o Cruzeiro, não terão como quitar as dívidas. “O que vai acontecer é que essas famílias irão parar no ‘olho da rua’, já que o valor das propriedades que irão à leilão é inferior ao da dívida. Vai ter agricultor que vai ficar sem terra para trabalhar, sem casa, e ainda vai continuar devendo ao banco. Não há justiça numa coisa dessas”, afirmou.
Cerca de 1 milhão pode perder terras
Em todos os Estados nordestinos, cerca de um milhão de agricultores correm o risco de perder suas propriedades rurais porque não conseguem quitar as dívidas com o banco, como o caso do agricultor José Nunes da Silva, 67, mais conhecido como “Zé Nani”, morador da zona rural de Arapiraca, que a Gazeta de Alagoas entrevistou duas semanas atrás.
Ao tentar renegociar as dívidas meses atrás, ficou acertado com o Banco do Nordeste que R$ 350 mil seriam suficientes para pagar os empréstimos e multas atrasados. O agricultor conseguiu vender as terras por R$ 400 mil, mas quando voltou à instituição bancária, informaram a ele que o desconto da dívida tinha expirado e ele precisava pagar R$ 1,1 milhão.
Produtores rurais em Alagoas: dívidas com o FNE e Pronaf podem fazer com que muitos percam a propriedade, caso não quitem seus débitos até hoje. FOTO: ARQUIVO GA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *