No PR, produtores de feijão recebem o dobro do que foi pago em 2012

Agricultores do estado estão colhendo a safra do feijão.
Clima ajudou e o preço e a qualidade dos grãos agradam.

Do Globo Rural


Clique aqui para assistir o vídeo

A região dos Campos Gerais é a principal produtora de feijão do Paraná. A estimativa é que nesta safra, a produção chegue a 150 mil toneladas, 38% a mais que na safra anterior. Quase metade da área plantada, já foi colhida.

Há pelo menos 30 dias não chove forte na região e esse período de seca é ideal para a colheita. Sem umidade, o grão fica ainda mais valioso.

O feijão que sai do campo foi vendido antes mesmo de ser colhido. O produtor Alex Mager esperava uma boa safra e por isso, praticamente, dobrou a área plantada. São 140 hectares de feijão preto. “Estamos animados com o preço e vamos manter a área de plantio para o ano que vem”, conta.

A saca de 60 quilos de feijão está valendo 9% a mais que no mesmo período do ano passado.

Na região de Ponta Grossa, os agricultores estão colhendo a segunda safra do feijão, também conhecida como safrinha. A saca está sendo negociada por cerca de R$ 200, podendo chegar a R$ 240, dependendo da qualidade.

Everson Lugarezi, gerente de uma cooperativa, fala sobre a comercialização dos grãos e a oferta e demanda. Veja a entrevista no vídeo com a reportagem completa.

Fonte: G1

Compartilhe!