Número de mulheres que procura qualificação profissional no campo supera o de homens no Sul do país

Resultado da participação aparece em feiras como a Expodireto Cotrijal

João Maurício

Foto: João Maurício / Agência RBS

Mulheres estão buscando maior qualificação profissional

O número de mulheres que procura qualificação profissional no campo superou o de homens em 2011 no Sul do país. Segundo a Emater e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), no ano passado 56% do público atendido pelas ações do serviço no Rio Grande do Sul foi feminino. Foi o primeiro ano em que elas lideraram a procura.
O resultado desse aumento na participação aparece em feiras como a Expodireto Cotrijal, realizada em Não-Me-Toque, no norte gaúcho, onde elas comercializam os trabalhos. Centenas de empreendedoras comercializam seus produtos em pavilhões como o da agricultura familiar.
A produtora rural Marli Trentin é do município de Severiano de Almeida, também no norte gaúcho. Ela montou uma agroindústria que vende biscoitos. Para aprender a receita do produto, Marli ficou quatro meses na Itália.
— Então, para mim, eu trabalho hoje com um produto diferenciado, o que me motiva muito mais. A gente consegue agregar um valor maior em cima do produto por este diferencial — diz Marli.
Já a também produtora rural Rosane Kuhl transformou o gosto por artesanato em oportunidade de negócio.
— É um grande negócio, uma vitrine através de uma feira como esta daqui, que a gente está participando. Nem que a gente não venda, mas tu mostras e valoriza a mulher, aquilo que ela faz — diz Rosane.
Para 2012, o Senar projeta a realização de 160 cursos e projeta uma participação de 1,5 mil produtoras.

Fonte:  Ruralbr | Cristiano Dalcin | Não-Me-Toque (RS)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.