Nidera vê erros em contas no Brasil

A Nidera, trading holandesa recém-adquirida pela estatal chinesa Cofco, detectou erros contábeis significativos em suas operações no Brasil. Segundo fontes ouvidas pelo jornal "Financial Times" e pela "Dow Jones Newswires", as perdas podem atingir US$ 150 milhões.

Em comunicado, a Nidera afirmou que o erro foi identificado durante a realização de uma revisão dos balanços da companhia, como parte dos planos do conselho de elevar o controle e o gerenciamento de risco sob a nova gestão chinesa. "A revisão revelou uma questão de contabilidade nos números referentes ao Brasil", informou a Nidera em comunicado.

É o segundo revés desde que a Cofco adquiriu o controle da trading, em 2014. Em 2015, a Nidera reportou o primeiro prejuízo líquido em cinco anos após transações não autorizadas de US$ 200 milhões.

A Nidera informou que a causa do erro no Brasil está sendo investigada. Diante do potencial efeito do rombo em cláusulas de endividamento nos contratos de empréstimo com bancos, a Nidera também comunicou o fato aos credores – e a Cofco garantiu o suporte financeiro necessário para evitar o descumprimento dessas cláusulas.

Em outras palavras, isso significa que a Nidera tem US$ 150 milhões a menos do que calculava – o que deve afetar seu lucro operacional e o patrimônio líquido quando a baixa contábil for registrada.

Nos últimos dois anos, a Cofco gastou mais de US$ 4 bilhões nas aquisições da Nidera e do braço agrícola da asiática Noble Group.

No caso da Nidera, o controle foi adquirido por US$ 1,3 bilhão em 2014. Em agosto deste ano, a Cofco obteve, por US$ 750 milhões, os 49% restantes, ainda nas mãos de membros da família que fundou a trading na Holanda um século atrás.

Presente em 19 países, a Nidera começou a comercializar commodities agrícolas no Brasil nos anos 1950, abrindo seu primeiro escritório no país na década seguinte. A companhia atua em originação e comercialização de grãos e sementes oleaginosas, através da Nidera Brasil Grain and Oil. Em 2010, criou sua última unidade de negócios, a Nidera NPC, focada em nutrientes e em proteção de cultivos.

Procuradas pelo Valor, a Cofco Brasil e a Nidera não quiseram conceder entrevistas sobre o caso.

Por Bettina Barros | De São Paulo

Fonte : Valor

Compartilhe!