Negócios, lazer e turismo

Parece que, finalmente, descobriu-se o potencial do Parque Assis Brasil para a realização de grandes eventos e não apenas do agronegócio. De shows de rock a salões automobilísticos, os mais de cem hectares do parque podem receber praticamente qualquer tipo de atração, o ano inteiro. O presidente executivo da União Brasileira de Avicultura (Ubabef), Francisco Turra, já sugeriu a instalação de um museu da agropecuária no local, como os que viu na Europa.
Claro que o governo, sozinho, não pode erguer a infraestrutura necessária para isso. Mas, em parcerias com a iniciativa privada, é possível equipar o velho Assis Brasil com confortos modernos, como pavilhões refrigerados (como os da exposição de Palermo, em Buenos Aires), shopping, restaurantes, heliporto, anfiteatros e hotéis. Com isso, a região metropolitana de Porto Alegre ganharia um grande centro de negócios, lazer e turismo. E o agronegócio gaúcho poderia promover seus eventos sem precisar recauchutar o parque a cada véspera de Expointer.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *