Mutação de vírus da gripe aviária deixa autoridades de saúde em alerta

Na China, nove pessoas já foram infectadas pelo vírus H7N9 e três mortes foram registradas

Reprodução

Foto: Reprodução

Até o momento, não há qualquer prova de contágio da gripe aviária entre pessoas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou na quarta, dia 3, que o vírus H7N9, uma mutação do vírus da gripe aviária que até então só afetava aves, sofreu mutações e pode ter assumido uma forma capaz de ser transmitido de pessoa para pessoa.
– Foi detectada uma mutação do vírus que permite a infecção em mamíferos. Aparentemente a mutação facilita a infecção em humanos – disse o porta-voz da OMS, Gregory Hartl.
De acordo com a agência da Organização das Nações Unidas (ONU), há sete casos confirmados de pessoas infectadas pelo vírus H7N9. As autoridades chinesas elevaram o número para nove, e relataram três mortes.

Hartl, no entanto, afirma que não há qualquer prova de contágio entre pessoas. Segundo ele, uma das probabilidades é que as infecções verificadas sejam de origem ambiental. Hartl considerou que a possibilidade de novas infecções de humanos é de moderada a alta.
Autoridades sanitárias não conseguiram estabelecer qualquer relação epidemiológica entre os infectados associando os casos às áreas geográficas. Há estudos sobre dois casos de pessoas que mantiveram contatos com aves e dois com porcos. A possibilidade de os suínos serem a fonte de contágio não foi confirmada.

AGÊNCIA BRASIL

Fonte: Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *