MP apresenta primeiras denúncias

O Ministério Público (MP) apresentou à Justiça ontem a primeira denúncia sob a Operação Leite Compen$ado, que desarticulou, na última semana, um grupo criminoso responsável pela adulteração do leite in natura. Leandro Vincenzi e Luis Vincenzi, sócios-proprietários da empresa LTV – Indústria, Transporte e Comércio de Laticínios Ltda, de Guaporé, estão sendo acusados pelo suposto crime de adulteração de produto alimentício destinado a consumo. Conforme a denúncia do MP, entre outubro de 2011 e abril de 2013, Leandro e Luis Vincenzi (filho e pai) teriam adulterado leite cru para aumentar o volume e o prazo de validade do produto e, por conseguinte, a lucratividade. Amanhã, o MP denuncia mais envolvidos no esquema em Ibirubá. Ontem, o promotor Mauro Rockenbach ouviu quatro investigados.

O Ministério da Agricultura divulgou ontem que vai condenar 62 mil litros dos 318 mil litros apreendidos na semana passada. O volume ficou acima dos 28 mil litros inicialmente indicados como contaminados com formol. Segundo a chefe da Divisão de Defesa Agropecuária do Mapa, Ana Stepan, isso ocorreu porque o alimento foi misturado a amostras livres da substância cancerígena. Hoje, deverá ser divulgado o exame laboratorial do leite em pó com suspeita de estar contaminado com antibiótico.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe!