Motta deixa o Assis Brasil

Telmo Motta Júnior não é mais diretor do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Da cota pessoal do governador Tarso Genro, o empresário e produtor deixou o cargo no dia 25. Conhecido pelo pulso firme, em dois anos e oito meses, imprimiu um choque de gestão administrativa, afastou servidores, cortou custos e garantiu a execução de melhorias estruturais, além de manter bom diálogo com entidades. Com sua saída, a diretoria passa a ser partilhada pelo veterinário Márcio Müller, no operacional, e Jefferson Chiarelli, no administrativo. De acordo com Müller, essa deve ser a composição pelo menos até a criação da subsecretaria, prevista no projeto de lei 191/2013 que tramita na Assembleia.

Apesar dos desgastes inerentes ao cargo e de uma rotina pesada, Motta explicou que o motivo do afastamento foi pessoal. Com a ida do filho para Mato Grosso, optou por redirecionar o foco para os negócios da família em São Borja: uma revenda de pneus e uma propriedade rural. A decisão foi tomada ainda em 2012, quando combinou com o secretário Luiz Fernando Mainardi que se desligaria após a Expointer deste ano. ‘A gente teve muita dificuldade, mas saio bastante satisfeito. Foi uma experiência muito boa, tanto a iniciativa pública quanto privada valorizaram esse trabalho. Quando o governo precisar estou à disposição. Só não tenho condições de dar expediente em Esteio.’ No futuro, Motta deve assumir um novo papel na vida do parque e espera ver realizada uma de suas metas: o maior uso do Assis Brasil. A expectativa é que ele seja o presidente da Expointer 2014 e gestor da comissão que tocará o projeto de revitalização tão logo o PL tenha o sinal verde do Legislativo.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *