Monsanto vai à Justiça para cancelar liminar concedida aos produtores

SÃO PAULO – A Monsanto anunciou que vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça do Mato Grosso que concedeu uma liminar, na segunda-feira, à Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), liberando os sojicultores do Estado a pagar os royalties das tecnologias da soja Round Ready (RR) e do algodão BT  (Bollgard I), a partir da próxima safra, a 2012/13.  A múlti só se pronunciou agora porque não havia recebido a notificação oficial da justiça mato-grossense, segundo sua assessoria.

A Monsanto defende sua posição ao alegar que a patente da empresa é válida  no país até 2014, assim como nos Estados Unidos. A Famato, com o apoio de 24 sindicatos rurais, contra-ataca dizendo que esse prazo expirou há dois anos, tornando a tecnologia de domínio público.

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) estima que os sojicultores do Estado gastem, em torno, de R$150 milhões por ano com o pagamento de royalties em relação às sementes de oleaginosa, tolerante ao herbicida glifosato e presente em cerca de 85% das lavouras do país. O instituto não tem o valor sobre o uso das sementes de algodão.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/2863320/monsanto-vai-justica-para-cancelar-liminar-concedida-aos-produtores#ixzz28zpB80tL

Fonte: Valor | Por Janice Kiss | Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *