Modernização a jato

A pecuária leiteira foi um dos setores do agronegócio que mais rapidamente se modernizou nos últimos anos. Pressionados por sucessivas portarias governamentais, os produtores investiram pesado em genética, ordenha mecanizada, refrigeração, higiene. Avanços que se traduziram em comprovada melhoria da qualidade do leite. Outro dia, conheci a indústria da CCGL, em Cruz Alta, uma das mais modernas do mundo. Saí impressionado com a sofisticação de processos e equipamentos. Coisa de filme de ficção científica. Mas todos esses investimentos não encontram compensação nos preços pagos pelo varejo, na logística (oferta regular de energia elétrica, por exemplo) e na tributação que incide sobre os insumos básicos da atividade.
O Brasil já foi exportador de leite, voltou a importar, mas tem tudo para ser um player mundial neste mercado. Para isso, falta apenas um pouco mais de atenção por parte do governo.

Fonte: Zero Hora | OLHAR DO CAMPO | Irineu Guarnier Filho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.