Moderfrota precisará de mais R$ 1,5 bi

A demanda aquecida por máquinas agrícolas, cujas vendas superaram as expectativas em 2016 no país, levou o governo a reavaliar o montante necessário de recursos do Moderfrota para esta safra, a 2016/17. Ontem, após reunião Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, disse que haverá a necessidade de mais R$ 1,5 bilhão para atender à demanda por recursos dentro do Modefrota, linha de crédito com juros subsidiados.

"Estamos vendo um aquecimento no segmento de máquinas agrícolas e já estamos vendo que vai chegar 30 de abril e não teremos recursos para fazer financiamento. Estamos absorvendo essa demanda e vamos levá-la adiante", afirmou Geller.

No fim do ano passado, já houve a realocação de R$ 2,5 bilhões em recursos do Plano Safra para o programa Moderfrota, uma vez que a demanda vinha superando as expectativas. Em novembro último, as vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias acumuladas no ano já haviam ultrapassado as 38 mil unidades estimadas para 2016 pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Mesmo com o desempenho acima do esperado, o setor fechou 2016 com redução de 4,8% nas vendas, que somaram 42,8 mil unidades. A produção de máquinas no ano passado também caiu, embora tenha superado as estimativas iniciais. O recuo foi de 4,1% no ano, para 53 mil unidades,

Neri Geller afirmou que ainda não estão faltando recursos para o Moderfrota, mas já foram utilizados algo entre R$ 5,6 bilhões e R$ 6 bilhões dos R$ 7,5 bilhões atualmente disponibilizados para o programa. A expectativa é de que se houver realocação de mais R$ 1,5 bilhão, o montante final de R$ 9 bilhões seja suficiente para cobrir as necessidades de financiamento até o fim do ano safra 2016/17, que se encerra em junho próximo.

A Anfavea estima que as vendas de máquinas agrícolas no mercado doméstico devam crescer 13% este ano, alcançando 49,5 mil unidades. Para a produção, a previsão é de alta de 10,7% no ano, para 59,6 mil unidades. Diante das projeções otimistas, o setor produtivo está demandando recursos de R$ 11 bilhões para o Moderfrota no Plano Safra 2017/18, segundo Neri Geller. Ele afirmou que o novo Plano Safra deverá ser anunciado no início de maio.

Por Kauanna Navarro | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.