Moagem de cana cai 10,18% na região Centro-Sul

Fonte: Globo Rural

Produção de etanol anidro é a única a registrar alta nesta safra

por Globo Rural On-line

Ernesto de Souza

Volume processado de cana-de-açúcar somou 375,14 milhões de toneladas, quase 40 toneladas a menos que na safra anterior

A União da Indústria de Cana-de Açúcar (Unica) divulgou nesta terça-feira (27/9) um relatório informando que moagem de cana-de-açúcar pelas unidades produtoras da região Centro-Sul do Brasil atingiu 36,89 milhões de toneladas na primeira quinzena de setembro, um recuo de 1,63% quando comparada ao mesmo período de 2010, e de 9,03% relativamente aos últimos quinze dias de agosto de 2011. No acumulado da safra 2011/2012, o volume processado somou 375,14 milhões de toneladas, ante 417,65 milhões de toneladas registradas no mesmo período do último ano.

O diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, afirma que embora a safra atual tenha apresentado queda de 10,18%, se comparada ao período anterior, a produção de etanol anidro continua crescente. Esta totalizou 663,03 milhões de litros na primeira quinzena de setembro, aumento de 14,35%.

A produção de açúcar também registrou alta de 2,75 milhões de toneladas produzidas, ante 2,65 milhões de toneladas no mesmo período da safra 2010/2011. No entanto, a produção acumulada do insumo somou 23,13 milhões de toneladas desde o início da atual safra, apresentando declínio de 8,01%. O desempenho da produção do etanol hidratado também apresentou queda, somando 9,47 bilhões de litros, ante os 13,75 bilhões de litros obtidos em igual período da safra 2010/2011.

Segundo Rodrigues, o único produto da safra que registrou aumento em relação ao último ano foi o etanol anidro. De abril até 16 de setembro, a produção atingiu 5,90 bilhões de litros, alta de 16,37%. “A produção de etanol anidro continua a ser priorizada, apesar da já anunciada redução do nível de mistura do produto à gasolina, a partir de outubro”, diz o diretor técnico da Unica.

Em relação ao mix de produção, nos primeiros quinze dias de setembro, 51,38% da cana-de-açúcar disponível direcionaram-se à fabricação de açúcar. Porém, apesar do percentual de matéria-prima destinada ao açúcar ter aumentado em 6,27% desde o início desta safra, o mix de produção segue alcooleiro, totalizando 51,90% no acumulado de abril até 16 de setembro.

Já as vendas de etanol acumuladas de abril até 16 de setembro somaram 10,06 bilhões de litros – queda de 17,07% comparativamente ao mesmo período da safra passada. Do volume total, 9,15 bilhões de litros destinaram-se ao mercado doméstico, 1,91 bilhão de litros menos que na safra 2010/2011.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *