Minério cai 8,6% no mês

O minério de ferro caiu 8,6% em janeiro e terminou o primeiro mês do ano negociado a US$ 122,6 a tonelada no mercado à vista da China. O preço médio foi US$ 127,9 a tonelada, 6% inferior ao valor de dezembro. Na comparação com janeiro do ano passado, recuou 15%. A cotação da commodity tem sido pressionada por estimativas de alta considerável da oferta global de minério nos próximos 24 meses. Ao mesmo tempo, não se espera forte alta da demanda.

As projeções de analistas de dez bancos que acompanham o setor é de uma cotação de US$ 115 a tonelada neste ano e US$ 106 em 2015. Itaú e Goldman Sachs estimam os menores preços para este ano, de US$ 107 e US$ 108 a tonelada. Já o JP Morgan prevê US$ 125 e o RBC Capital Markets, US$ 121.

No ano passado, o preço médio foi de US$ 135 a tonelada, para minério com 62% de teor de ferro, que é a especificação mais usada como referência no mercado.

Em relatório, o Credit Suisse estimou expansão de 11% na oferta de minério de ferro neste ano, considerando os embarques internacionais, e aumento de apenas 7% na demanda. Nos próximos dias, o preço do minério tende a ficar estável por causa do feriado de Ano Novo na China, iniciado dia 31 de janeiro, com duração de sete dias. Sem negócios na China, mercado global fica sem referência.

Fonte : Valor | Por Olivia Alonso | De São Paulo