Ministro da Agricultura responde acusações de ex-diretor da Conab

Fonte: Canal Rural

 
Wagner Rossi alegou que ao tomar medidas saneadoras sabia do risco de sofrer retaliações injustas

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, negou neste sábado, dia 30 as acusações de que haveria um consórcio entre o PMDB e o PTB para controlar a estrutura do ministério e arrecadar dinheiro. As declarações foram feitas pelo ex-diretor financeiro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) Oscar Jucá Neto, irmão do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), em reportagem da revista Veja, que chega às bancas neste domingo, dia 31.

“Desde que passei a tomar medidas saneadoras e promovi mudanças administrativas, sabia do risco de desagradar pessoas e sofrer retaliações injustas. Como acontece agora”, disse o ministro por meio de nota.

Na reportagem, Oscar Jucá Neto diz que a empresa Caramuru Alimentos tem uma dívida judicial de R$ 14,9 milhões, mas que o procurador-geral da Conab, Romulo Gonsalves, informou que o pagamento seria de R$ 20 milhões. A diferença seria repartida entre autoridades do ministério.

“A decisão judicial que beneficia a Caramuru Alimentos transitou em julgado em abril deste ano. Os cálculos foram determinados pela Justiça e não pela Conab. Portanto, o pagamento a ser feito respeitará a determinação do juiz e não aquilo que um diretor da Conab, qualquer que seja ele, acredite ser possível fazer”, rebateu o ministro na nota.

Oscar Jucá Neto também falou sobre a venda de um terreno da Conab em Brasília. Ele foi leiloado por R$ 8 milhões, mas, segundo ele, valeria muito mais. Entretanto, o ministro explicou que a alegação é infundada. “O preço arrematado em concorrência pública foi de R$ 8,1 milhões. A alegação de que o terreno foi vendido por um quarto do valor, como aponta Veja, é infundada. Além disso, diferentemente do que informa a revista, a operação de venda do terreno não foi realizada durante a minha gestão”, diz Rossi, na nota.

AGÊNCIA BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *