Ministério da Fazenda anuncia subsídio à cana no Nordeste

BRASÍLIA E SÃO PAULO – Ampliada às 19h14 Após pressões dos produtores de cana-de-açúcar, o governo federal decidiu voltar atrás e dar um subsídio de R$ 12 por tonelada de cana para os produtores do Nordeste. A subvenção está limitada a 10 mil toneladas por produtor e é válida para a matéria-prima colhida na safra 2011/12.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, se reuniu hoje com a União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida) e com a Associação dos Plantadores de Cana de Alagoas e anunciou o valor. A produção de cana-de-açúcar  no Nordeste deverá recuar 16,6% na safra 2012/13 em relação ao ciclo anterior, de  acordo com o levantamento mais recente da Conab. A maior parte da produção de cana de açúcar da região Nordeste é destinada à fabricação de açúcar, e não para etanol.

A região Nordeste está “passando um período de seca bastante severa e estima-se uma perda de 30% na produção”, afirmou secretário-executivo substituto do Ministério da Fazenda, Dyogo de Oliveira, em entrevista coletiva na sede da pasta. A medida deve beneficiar 17 mil produtores, segundo o Ministério da Fazenda. Oliveira afirmou que o subsídio aos produtos de cana de açúcar da região Nordeste não tem relação com o controle da inflação. A medida “é mais para atendimento da situação emergencial da seca” nos Estados.

De acordo com Oliveira, para ter acesso ao subsídio, o pequeno produtor terá que comprovar junto à Conab a entrega do produto. A medida será incluída como emenda em uma medida provisória já enviada ao Congresso Nacional ou então será editada uma nova medida provisória, explicou Oliveira.

O presidente do Sindicato da Indústria de Cana-de-Açúcar de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), Renato Cunha, comemorou a retomada pelo governo federal do subsídio ao fornecedor de cana, e disse esperar que nas próximas semanas o governo libere também apoio às usinas da região.  Segundo Cunha, desde dezembro o setor negocia com o Planalto uma subvenção de R$ 0,40 por litro de etanol à indústria. “Mas acredito que esse acordo vá resultar em um valor entre R$ 0,25 e R$ 0,30 por litro”, diz Cunha.

(Tarso Veloso, Thiago Resende, Eduardo Campos e Fabiana Batista | Valor)

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/agro/3127100/ministerio-da-fazenda-anuncia-subsidio-cana-no-nordeste#ixzz2TYNjar2q

Fonte: Valor | Por Tarso Veloso, Thiago Resende, Eduardo Campos e Fabiana Batista | Valor

Compartilhe!