Minerva negocia com fundos soberanos investimento na Athena

Em fase de preparação para pedir a listagem das ações da subsidiária Athena Foods na bolsa do Chile, a brasileira Minerva Foods, maior exportadora de carne bovina da América do Sul, negocia com fundos soberanos do Oriente Médio um investimento na Athena, apurou o Valor. O objetivo é reduzir as dívidas com a operação.

Segundo fonte a par do tema, os fundos soberanos do Emirado de Abu Dhabi (Adia) e do Qatar (Kia) mantêm conversas com a empresa para serem investidores-âncora na oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da Athena Foods. Também há conversas no mesmo sentido com a Saudi Agriculture and Livestock Investment Company (Salic), gestora do Reino da Arábia Saudita que já é umas das maiores acionistas da Minerva. A Salic tem 21,3% do capital da empresa.

Paralelamente, a Salic participa do aumento de capital que está em andamento na própria Minerva. Esse aumento, de R$ 1 bilhão, poderá elevar a fatia da Salic na Minerva a até 33%.

Em relação à Athena, o fundo chinês Fosun também está interessado, segundo a Bloomberg. O Valor confirmou a informação. As conversas com a Fosun seriam para um aumento de capital privado e não necessariamente para ancorar o IPO. No momento, porém, o IPO da Athena ainda é a principal aposta.

Na última terça-feira, o diretor financeiro da Minerva, Edison Ticle, reafirmou a jornalistas a intenção de protocolar o pedido de registro para IPO da Athena ainda neste mês. O plano é obter R$ 1,5 bilhão com a abertura de capital da Athena, que responde por cerca de 40% da receita da Minerva e reúne os frigoríficos que a empresa tem na Argentina, Paraguai, Uruguai e Colômbia.

Por Luiz Henrique Mendes | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.