Minc espera que Senado corrija Código Florestal aprovado na Câmara

Fonte: Canal Rural

Secretário afirma que se os senadores não reformarem a matéria, só restará o veto presidencial

O ex-ministro do Meio Ambiente e atual secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, afirmou na segunda, dia 30, ter esperança de que o Senado vá corrigir o que ele considerou erros no Código Florestal aprovado na Câmara no último dia 24.

– A minha expectativa é que o Senado melhore pelo menos as piores coisas que foram aprovadas na Câmara. Foi realmente um estupor, um horror. Passaram uma autêntica motosserra no Código Florestal – disse.

O ex-ministro, que esteve com a presidente da República, Dilma Rousseff, juntamente com outros ex-ministros do Meio Ambiente, afirmou que se os senadores não reformarem a matéria, só restará o veto presidencial.

– Se não resolverem isso, a presidente Dilma nos garantiu que vetará os dispositivos que impliquem anistia aos desmatadores ou em descaracterização das preservações, sejam das Áreas De Preservação Permanente (APPs), sejam das Reservas Legais – afirmou.

Minc participou de uma audiência pública sobre as obras de recuperação ambiental da área em volta do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que a Petrobras está construindo no município de Itaboraí, na região metropolitana.

Ele considerou que um resultado negativo em relação ao Código Florestal poderá comprometer os compromissos ambientais e a imagem do Brasil perante a comunidade internacional, que estará presente em peso no país em 2012, durante a Rio+20, conferência que marcará os 20 anos da Rio 92.

– Quando eu conversei com a presidente Dilma, alertei que essa será a maior reunião internacional de seu mandato. E que as pessoas estão muito ligadas na questão da Amazônia e do código. Ela disse que vetará o que for incompatível com o programa [eleitoral] dela, o que é um atributo constitucional – informou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *