MILHO – Indicador do Cepea para o milho supera os R$ 43 a saca

Dólar valorizado, exportações em alta e expectativa de menor oferta na atual safra sustentam cotações do cereal

Safra de milho 2015/2016 deve ser 2,8% menor que a anterior, de acordo com a Conab (Foto: Ernesto de Souza/Ed. Globo)
Os preços do milho no mercado brasileiro têm se mantido em alta e, de certo modo, causado surpresa até nos mais otimistas em relação ao mercado. O indicador de referência do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), por exemplo, acumula uma valorização de 18% só neste mês. Na última sexta-feira (15/1), a cotação, com base na região de Campinas (SP), atingiu os R$ 43,36 a saca de 60 quilos.

A elevação do dólar tem ditado o ritmo do mercado. Com a moeda americana valorizada em relação ao real, as exportações do cereal ficam mais competitivas o que, segundo consultores, tem levado o Brasil a ganhar espaço sobre os Estados Unidos, maior produtor mundial. As vendas externas do Brasil ficaram próximas de 30 milhões de toneladas ajudando a enxugar estoques e a sustentar os preços internos.

saiba mais
Bolsa de Buenos Aires eleva previsão de plantio de milho
Consultoria revisa para cima expectativa de produção de milho
Relação de troca do boi gordo com o milho é a pior dos últimos 13 meses
“Esse cenário, somado às expectativas de menor oferta em 2015/16, tem feito as cotações se elevarem, em termos reais, aos maiores patamares desde meados de 2013 ou primeiro trimestre de 2014, a depender da região”, informam os pesquisadores do Cepea, em nota divulgada nesta segunda-feira (18/1).

Somadas primeira e segunda safra, a expectativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) é de uma área plantada com milho 3% menor na temporada 2015/2016, totalizando 15,21 milhões de hectares. A produção deve cair 2,8% para 82,32 milhões de toneladas.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL
Fonte : Globo Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *