Milho estocado no Mato Grosso contrasta com carência do grão no Rio Grande do Sul

Produtores gaúchos solicitaram mecanismos para garantir abastecimento no Estado

Milho estocado no Mato Grosso contrasta com carência do grão no Rio Grande do Sul THIAGO SILVA/AGE

Mato Grosso produziu 18,6 milhões de toneladas na safrinha Foto: THIAGO SILVA / AGE

Gisele Loeblein

gisele.loeblein@zerohora.com.br

As cenas do milho estocado a céu aberto em Mato Grosso têm corrido o país. É que o Estado produziu 18,6 milhões de toneladas na safrinha, segundo a Conab. Além das dificuldades de armazenagem, o excesso de oferta provocou queda nos valores. Para regular o preço,o governo realizou dois leilões de Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural.
No Rio Grande do Sul a preocupação é inversa. Produtores de aves e de suínos querem garantir que não faltará milho – a carência é estimada em até 2 milhões de toneladas – e já solicitaram mecanismos para garantir o abastecimento.
– Temos excelente safra no Centro-Oeste,só que o frete para trazer milho de lá custa mais caro que o valor da saca – diz Valdecir Folador, presidente da Associação de Criadores de Suínos do Estado.

Desafios e perspectivas do mercado de grãos estiveram em pauta no 15º Seminário Nacional de Desenvolvimento de Suinocultura,que se encerra hoje em Gramado.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *