Milho deve crescer mais que a soja na safra atual

 

A safra 2016/17 de grãos será marcada pelo aumento no plantio tanto de soja quanto de milho, previu ontem a Céleres, em seu primeiro levantamento sobre a nova temporada. O avanço do milho, contudo, tende a ser mais vigoroso que o da oleaginosa, devido à perspectiva de melhor rentabilidade do cereal.

De acordo com a consultoria, a área com soja no Brasil crescerá 2,6% no ciclo 2016/17 (que começa a ser semeado em setembro), para 33,8 milhões de hectares. A produção está estimada em 102,9 milhões de toneladas, alta de 5,3%.

Já o milho deve cobrir 6,4 milhões de hectares no verão e 11,3 milhões no inverno (safrinha), incremento de 13% e 8,5%, respectivamente. A produção do grão é projetada em 35,1 milhões e 63,9 milhões de toneladas, alta de 22% e 29,1%, na mesma comparação.

Apoiada nas elevadas cotações do milho, a margem operacional média dos produtores do grão no Centro-Sul deve praticamente dobrar em 2016/17, a R$ 1.470 por hectare, calcula a Céleres. Já a margem média da soja cairá cerca de 8%, para R$ 1.108 por hectare.

Ainda conforme a consultoria, a queda nos preços do milho esperada para o segundo semestre de 2017 deve diminuir a pressão sobre os custos da indústria de aves e suínos. Contudo, é provável que as cotações se mantenham "elevadas e descoladas do mercado internacional" no 1º trimestre de 2017.

Por Mariana Caetano | De São Paulo

Fonte : Valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *