Mercosul mais forte para enfrentar crise

A presidente Dilma Rousseff disse, ontem, no encerramento da reunião do Mercosul para selar a adesão da Venezuela, que o desafio do bloco neste semestre é combinar ações para fazer frente à crise econômica internacional. Segundo Dilma, com a entrada da Venezuela, o Mercosul se transforma na quinta economia mundial, atrás dos Estados Unidos, da China, do Japão e da Alemanha. "O Brasil, na condução dos trabalhos do Mercosul, neste semestre, tem responsabilidades acrescidas. Temos, não apenas de manter o bom funcionamento do bloco, mas levar adiante, em coordenação com nossos países parceiros, iniciativas que possam contribuir para fazer face ao grave quadro da economia internacional", disse a presidente.
Para Dilma, o desafio do Mercosul é dar maior competitividade às economias dos países membros, investindo em ciência, tecnologia e inovação, a partir da integração de suas universidades. O Mercosul, observou, deve permanecer parte importante e fundamental dos projetos nacionais de desenvolvimento de cada país. "O mercado nacional ampliado deve ser cuidado e preservado. Num momento de crise mundial, o patrimônio que acumulamos na consolidação do mercado regional se torna ainda mais precioso", afirmou.

Fonte : Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *