MERCADO – Preços da soja caem mais uma vez, puxados pela queda em Chicago

Bolsa abre esta quarta-feira, dia 27, em queda, com bushel sendo negociado por menos de US$ 9. Alta de mais de 1,2% no câmbio pode ajudar os negócios no Brasil

soja preço câmbioFoto: Ascom Famasul

Pelo segundo dia seguido os preços da soja caem no Brasil. Segundo a consultoria Safras & Mercado a soja teve uma terça-feira (dia 26) sem negócios relevantes. Os preços, na maior parte das praças de comercialização, recuaram, acompanhando a queda registrada na Bolsa de Chicago, A leve alta do câmbio não foi capaz de segurar os preços.

Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos baixou de R$ 75 para R$ 74,50. Na região das Missões, a cotação recuou de R$ 74,50 para R$ 74 a saca. No porto de Rio Grande, preços caiu de R$ 79,50 para R$ 79.

Em Cascavel, no Paraná, o preço recuou de R$ 73,50 para R$ 73. No porto de Paranaguá (PR), a saca caiu de R$ 79 para R$ 78,50.

Em Rondonópolis (MT), a saca subiu de R$ 69 para R$ 69,50. Em Dourados (MS), a cotação recuou de R$ 70 para R$ 69,50. Em Rio Verde (GO), a saca avançou de R$ 68,50 para R$ 70.

Chicago e câmbio na terça

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago fecharam a terça-feira com preços mais baixos. O sentimento de que a área a ser plantada nos Estados Unidos em 2019 deverá ficar acima do esperado inicialmente pressionou as cotações.

O excesso de chuvas no cinturão produtor dos Estados Unidos poderá atrasar a semeadura do milho, fazendo com que os agricultores transfiram acres para a soja. Na sexta, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) vai divulgar seu relatório de intenção de plantio.

Os contratos da soja em grão com entrega em maio fecharam com baixa de 5,75 centavos de dólar ou 0,63%, a US$ 9,00 por bushel. A posição julho teve cotação de US$ 9,14 por bushel, perda de 5,75 centavos ou 0,62%.

Nos subprodutos, a posição maio do farelo fechou com baixa de US$ 4,10 ou 1,3%, sendo negociada a US$ 311,00 por tonelada. No óleo, os contratos com vencimento em maio fecharam a 28,65 centavos de dólar, com perda de 0,17 centavo ou 0,58%.

O dólar comercial encerrou a sessão de hoje com alta de 0,25%, sendo negociado a R$ 3,8670 para venda e a R$ 3,8650 para compra. Durante o dia, a moeda norte-americana oscilou entre a mínima de R$ 3,8350 e a máxima de R$ 3,8800.

Chicago e câmbio nesta quarta

Os contratos da soja em grão registram preços mais baixos nas negociações da sessão eletrônica na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT). A posição maio do grão cai abaixo de US$ 9 por bushel, diante da expectativa de que a área a ser plantada nos Estados Unidos fique acima do inicialmente esperado.

Os contratos com vencimento em maio de 2019 operam cotados a US$ 8,98 por bushel, retração de 2,50 centavo de dólar por bushel ou 0,27%.

O dólar comercial abriu a sessão desta quarta-feira, dia 27, com alta de 1,34%, sendo negociado a R$ 3,9170 para venda e a R$ 3,9140 para compra. A moeda norte-americana oscila entre a mínima de R$ 3,9120 e a máxima de R$ 3,9280.

Por Daniel Popov, de São Paulo

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!